Breves
Inicio | Cultura | Asian Dub Foundation, Orelha Negra e Teresa Salgueiro no 15º Festival MED

Asian Dub Foundation, Orelha Negra e Teresa Salgueiro no 15º Festival MED

Dez_milhoes_estrelas_2016 (44)
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Os britânicos Asian Dub Foundation, Morgane Ji, da Ilha da Reunião, os palestinianos 47 Soul e os portugueses Orelha Negra e Teresa Salgueiro são algumas das presenças já confirmadas no Festival MED, este verão, em Loulé, revelou a autarquia.

O festival decorre nos dias 28, 29 e 30 de junho e 01 de julho, apresentando, ao todo, 75 horas de música, 55 bandas de 20 nacionalidades diferentes, num total de mais de 260 músicos a atuar em nove palcos montados em vários pontos da zona histórica de Loulé.

Em comunicado divulgado na sexta-feira, a Câmara de Loulé avançou que o cartaz inclui também, para já, o coletivo Dub Inc (França), La Pegatina (Espanha), Gato Preto (Moçambique/Gana/Portugal), os portugueses Melech Mechaya e ainda Miguel Araújo, Sara Tavares e Gaiteiros de Lisboa.

Além dos espetáculos de música, o recinto será animado diariamente por cinco grupos de animação de rua, havendo ainda quatro exposições e 80 expositores de artesanato.

Citado no comunicado, Carlos Carmo, diretor do evento, sublinhou que “o MED constitui um importante veículo de promoção do destino Algarve”, sendo que mais de 30% dos visitantes são estrangeiros, de acordo com dados das últimas edições.

O Festival MED está integrado na plataforma Portuguese Summer Festivals, do Turismo de Portugal, ao lado de mais sete dos maiores festivais do país.

No ano passado, o Festival MED recebeu o prémio de Melhor Festival de Média Dimensão da Península Ibérica, nos Iberian Festival Awards.

Este ano, o evento vai disputar o prémio final nestes galardões com outros festivais portugueses e espanhóis nas categorias de Melhor Festival de Média Dimensão, Melhor Promoção Turística, Contributo para a Sustentabilidade, Melhor Atuação (Portugal/Espanha) para Ana Moura e Melhor Festival Lusófono e Hispânico.

Nesta edição, a autarquia mantém a aposta em medidas de defesa ambiental e contra o desperdício, nomeadamente, a utilização de copos ecológicos, que têm permitido reduzir os de plástico, e a distribuição das refeições não consumidas durante os dias do festival a famílias carenciadas do concelho.

Verifique também

Quarta edição do “365 Algarve” com mais de 400 eventos culturais

A quarta edição do “365 Algarve”, programa cultural destinado a dinamizar a região na época …