Inicio | Igreja | Conselho Presbiteral da Diocese do Algarve propõe criação de Centro de Catecumenado

Conselho Presbiteral da Diocese do Algarve propõe criação de Centro de Catecumenado

Foto © Samuel Mendonça
Foto © Samuel Mendonça

O Conselho Presbiteral da Diocese do Algarve apontou a “necessidade de se instituir um Centro de Catecumenado Diocesano que acompanhe e oriente o caminho dos catecúmenos e neófitos”, “tendo em consideração o número, cada vez maior, dos que aderem à Igreja em idade adulta”.

Reunido no passado dia 9 de março deste ano, aquele órgão consultivo que tem como objetivo “auxiliar o bispo no governo da diocese, nos termos do direito e dos estatutos em vigor, para que seja promovido o bem pastoral do povo de Deus”, apresentou ainda “a oportunidade de se definir um dia próprio para a admissão ao Catecumenado, como acontece com o Rito da Eleição, de modo a garantir maior unidade diocesana no caminho catecumenal em ordem aos sacramentos de iniciação cristã e uma melhor resposta à exigência da sua preparação”.

A Igreja tem um percurso próprio para a iniciação cristã dos adultos que começa com um período de pré-catecumenado, com a manifestação do primeiro desejo de ser batizado. Segue-se o tempo de catecumenado, ligado de maneira particular à catequese, ao conhecimento da pessoa de Jesus, da Igreja e das verdades da fé cristã. Este tempo termina com o rito de eleição dos catecúmenos e a partir desse dia os adultos são então convidados a uma caminhada mais intensa de ordem interior. Seguidamente à receção dos sacramentos da iniciação cristã, os neófitos (novos filhos) iniciam um período de mistagogia em que são inseridos na vida da Igreja.

Segundo um comunicado do Gabinete de Informação da Diocese do Algarve (GIDAlg) enviado ao Folha do Domingo, o Conselho Presbiteral analisou ainda a instituição do Santuário de Nossa Senhora da Piedade, popularmente conhecida como Mãe Soberana, em Loulé, como santuário diocesano, cujo decreto foi assinado pelo bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, no passado dia 10 de abril, dia da Festa Grande. “Elaborar-se-á, igualmente como pedido, o calendário litúrgico diocesano próprio, já com a inclusão da celebração da Nossa Senhora da Piedade e promover-se-á ainda mais, e de modo mais explícito, este santuário como lugar privilegiado de «conversão, penitência e reconciliação», desfrutando do seu reconhecido contributo pastoral para o bem e a santificação do Povo de Deus, que a devoção e o culto à Senhora da Piedade podem proporcionar a toda a Igreja diocesana”, refere ainda o documento sobre o dia de culto que ficou agendado para o terceiro sábado da Páscoa.

O órgão representantivo do clero algarvio abordou igualmente o bicentenário da morte de D. Francisco Gomes do Avelar, que se comemora este ano, tendo sido considerado como “uma possibilidade de reafirmar a importância do ministério episcopal” daquele bispo do Algarve. Foi, para isso, “apresentada a possibilidade de uma exposição temporária e de um conjunto de conferências, bem como de concertos que integrem a celebração do mesmo” e que serão oportunamente divulgados pela diocese algarvia.

O Conselho foi elucidado sobre a situação do Instituto de Sustentação do Clero, relativa ao ano de 2015, sobre a informatização da diocese que está em curso e informado de se está, neste momento, a “estudar a possibilidade de se ajustar a utilização do Centro Pastoral de Ferragudo para outro fim que não o estritamente pastoral, dada a necessidade de rentabilização do espaço, tendo sido constituído um grupo de estudo para esse efeito”.

Aquele órgão, que analisou ainda o presente Ano Santo da Misericórdia, tendo sido salientada a participação e envolvência de todas as comunidades nas iniciativas decorrentes do mesmo, no que concerne às ações referentes ao clero, avaliou a Jornada de Atualização do Clero, realizada no passado mês de novembro. Foi “sublinhado o interesse temático e também a necessidade de se prosseguir na procura de respostas convergentes, a partir da doutrina da Igreja. O conselho propôs que a área da psicologia e do acompanhamento familiar voltassem a ser objeto de estudo na próxima jornada de formação de 22 de novembro de 2016, a realizar no Seminário de Faro”, explica o GIDAlg.

Na próxima reunião, os conselheiros irão analisar a Pastoral Juvenil, Vocacional, o Pré-seminário e o Seminário, temas que foram tidos como “motivo de demorada reflexão pela sua importância e oportunidade de sempre”.

Verifique também

Católicos algarvios voltam a rezar dia e noite para que surjam padres e religiosos

Sendo encarada como uma das iniciativas mais significativas das que realiza desde 2004 no decurso …

Folha do Domingo

GRÁTIS
BAIXAR