Pub

Os testes à covid-19 realizados no sábado a 247 alunos de 10 turmas de um agrupamento de escolas de Silves detetaram cinco casos positivos e dois inconclusivos, revelou ontem a Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve.

“Das 247 amostras colhidas, onde estão incluídas crianças de uma turma de ensino pré-escolar, resultaram cinco casos positivos e dois inconclusivos (que vão repetir o teste)”, adiantou à agência Lusa a autoridade regional de saúde, que decidiu avançar com a testagem após um professor ter recebido um resultado positivo à covid-19.

Fonte do gabinete de comunicação da Câmara de Silves indicou ontem à agência Lusa que “não se tratou de um surto” e que, “quando se soube que o resultado do teste era positivo” e o professor estava infetado, foi tomada “uma atitude proativa” pelo agrupamento de escolas, a proteção civil, a autarquia e a delegada regional de saúde para serem realizados testes aos alunos.

A fonte do município esclareceu que, além das turmas do agrupamento de escolas de Silves, e “como tinha sido detetado um caso [positivo] de uma criança” numa creche em Armação de Pêra, “também se aproveitou para testar” essas crianças do ensino pré-escolar.

O Agrupamento de Escolas de Silves Sul revelou na sua página de uma rede social que foram testados “todos os alunos das turmas 6.°A, 6.°B, 6.°D, 8.°A, 8.°C, 8.°E, 9.°A, 9.°B e 9.°C da Escola EB 2,3 de Armação de Pêra”.

Os alunos tinham estado “em contacto com o docente na sexta-feira, dia 08 de janeiro, e, na segunda-feira, dia 11 de janeiro”, ou “nestas turmas nos dias 12 e 13 de janeiro”, e os testes foram feitos no sábado, em horários diferenciados para cada ano, num “formato ‘drive-thru’” no pavilhão gimnodesportivo da escola básica 2, 3 Dr. António da Costa Contreiras, ainda segundo o agrupamento.

Fonte da ARS do Algarve esclareceu ainda que os alunos que foram classificados pelas autoridades de saúde como contactos de risco vão aguardar 14 dias em isolamento profilático, mas sem precisar o número.

Pub