Breves
Inicio | Política | Enfarte deixa vice-primeiro-ministro do Luxemburgo, filho de algarvios, em estado “grave”

Enfarte deixa vice-primeiro-ministro do Luxemburgo, filho de algarvios, em estado “grave”

Foto © MJUST

Segundo informação oficial, Felix Braz, 53 anos, foi vítima de um ataque cardíaco a 22 de agosto, tendo sido hospitalizado na Bélgica, onde, segundo a imprensa local, se encontrava a passar férias.

O Governo do Luxemburgo adiantou ontem em comunicado que o seu vice-primeiro ministro e ministro da Justiça, continua hospitalizado na Bélgica em estado “grave”.

O governo luxemburguês adiantou que o lusodescendente “continua hospitalizado nos cuidados intensivos”.

Filho de pais algarvios de Castro Marim, Félix Braz nasceu em Differdange, no sul do Luxemburgo, em 16 de março de 1966, e obteve a nacionalidade luxemburguesa em 1984, quando fez 18 anos.

Frequentou Direito na Sorbonne, em Paris, capital francesa, curso que não chegou a concluir. Foi convidado para fazer o primeiro programa de rádio em português na RTL, entre 1990 e 1991, e nesse ano foi convidado para secretário do grupo parlamentar dos Verdes, cargo que ocupou até 2000.

Em 1994 foi eleito pela primeira vez para a autarquia de Esch-sur-Alzette, ainda como conselheiro municipal, tendo assumido o cargo de vereador em 1999.

Em 2004, com 38 anos, tornou-se no primeiro deputado – e até hoje o único – com origem portuguesa no Luxemburgo.

Em dezembro de 2013, tornou-se também no primeiro lusodescendente a assumir o cargo de ministro no Luxemburgo, com a pasta da Justiça, tendo sido responsável pela nova lei da nacionalidade, que entrou em vigor em abril de 2017.

O ano passado chegou a vice-primeiro-ministro no novo governo do Grão-Ducado, uma reedição da coligação entre DP, socialistas e Verdes, que governou nos últimos cinco anos, liderada por Xavier Bettel.

com Lusa

Verifique também

Câmara de Loulé faz proposta para limitar urbanismo em zona central de Quarteira

O executivo camarário de Loulé vai propor, na reunião de hoje, a criação de uma …

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.