Breves
Inicio | Sociedade | Ministério Público abre inquéritos a mortes por atropelamento em Albufeira

Ministério Público abre inquéritos a mortes por atropelamento em Albufeira

O Ministério Público abriu hoje dois inquéritos para investigar as mortes por atropelamento verificadas hoje de madrugada e no domingo em Albufeira, anunciou hoje a Procuradoria da Comarca de Faro.

O inquérito vai ser conduzido pela secção de Albufeira do Departamento de Investigação e Ação Penal de Faro, depois de o Ministério Público ter considerado que os dois atropelamentos, um de um homem de 61 anos e outro de uma idosa de 81, representam “factos suscetíveis de integrarem crimes de homicídio por negligência”, precisou a Procuradoria num comunicado.

Um dos atropelamentos deu-se, segundo a mesma fonte, “às 07:20 de domingo, na Avenida dos Descobrimentos, junto à rotunda dos golfinhos”, sendo a vítima “uma mulher de 81 anos de idade, residente em Albufeira”, enquanto o outro “ocorreu às 00:10 desta segunda-feira, na Avenida da Liberdade, sendo a vítima mortal “um homem de 54 anos de idade, de nacionalidade britânica”.

Neste caso, “o condutor do veículo, de nacionalidade francesa, deixou o local sem procurar ajudar a vítima. Posteriormente, foi intercetado pela Guarda Nacional Republicana e apresentava excesso de álcool no sangue, tendo sido detido”, revelou a Procuradoria de Faro.

Fonte da GNR disse hoje de manhã à agência Lusa que um britânico tinha morrido de madrugada após um atropelamento seguido de fuga numa passadeira de uma das principais avenidas de Albufeira.

A mesma fonte disse na ocasião que a vítima tinha 61 anos – e não 54, como agora indica o Ministério Público – e estava acompanhada do filho de 22 anos, tendo ainda sido transportada para o Centro Saúde de Albufeira, mas acabou por morrer.

Além das equipas de socorro, no local do incidente esteve o Núcleo de Investigação de Crimes em Acidentes de Viação (NICAV).

Verifique também

Estado vai apoiar o restauro da igreja de Alcoutim

A paróquia de Alcoutim assinou na passada terça-feira um acordo com o Estado, através da …