Breves
Inicio | Igreja | Paróquia de Estoi lamenta a morte da sua acólita, aluna da Escola Pinheiro e Rosa

Paróquia de Estoi lamenta a morte da sua acólita, aluna da Escola Pinheiro e Rosa

A paróquia de Estoi lamenta a morte da sua acólita, aluna da Escola Secundária de Pinheiro e Rosa, em Faro, falecida no acidente de viação na Hungria.

A comunidade paroquial vai hoje rezar na eucaristia das 18h pela Laura Angélica Bragança.

A jovem de 16 anos era acólita naquela paróquia e, segundo adiantou o pároco ao Folha do Domingo, dos elementos “mais presentes” naquele serviço à comunidade paroquial. “A família é de prática dominical assídua”, acrescentou o cónego José Pedro Martins.

O acólito (termo de origem grega que significa “acompanhar” ou “seguir”) ajuda o clero católico no serviço do altar, podendo também ser solenemente instituído, o que acontece no âmbito da formação para o sacerdócio.

A jovem faleceu hoje num acidente de viação em Budapeste.

A eucaristia, que terá lugar na igreja de Estoi, será presidida pelo pároco.

Verifique também

Algarve acolhe segunda “Pequena Fraternidade Provisória” de Taizé

O Algarve está a acolher, desde o passado dia 30 de agosto, a segunda “Pequena …