Breves
Inicio | Igreja | Paróquias do concelho de Aljezur têm novo pároco desde o mês passado

Paróquias do concelho de Aljezur têm novo pároco desde o mês passado

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

As paróquias do concelho de Aljezur acolheram o mês passado, no dia 4 de agosto, o novo pároco nomeado pelo bispo do Algarve no mês de julho.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O padre António Moitinho de Almeida, de 32 anos, que passou a ser pároco das paróquias de Aljezur, Bordeira e Odeceixe, substituiu o padre Nuno Coelho, que era prior daquelas paróquias desde setembro de 2014.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Na eucaristia, na qual teve início o novo serviço do padre António Moitinho, o bispo do Algarve, que presidiu à celebração, afirmou que o “padre é aquele que se faz dom de Cristo para os outros”. “O padre António é um dom para a nossa Igreja diocesana e vai ser um dom também para as paróquias que constituem este concelho de Aljezur”, complementou D. Manuel Quintas.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O prelado explicou que a missão do sacerdote visa ajudar a que “todos possam encontrar o caminho que leva a Deus”. “É isso que deve ser aquilo que vós esperais de um padre. Que vos ajude, a partir do batismo, a ser parecidos com Jesus e que vos ajude a encontrar o caminho que leva ao céu”, sustentou.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

No agradecimento que deixou ao antecessor do novo pároco por todo o seu “serviço”, “dedicação” e “generosidade”, D. Manuel Quintas destacou o “grande grupo de leigos” que o padre Nuno Coelho “ajudou a orientar e a formar na paróquia”, tendo em vista uma “corresponsabilidade mais consciente do que significa ser cristão e ser batizado e «pedra-viva»” da Igreja. “Certamente que o padre António se sentirá acompanhado e apoiado no início deste seu ministério”, afirmou, considerando que “quanto mais consciência houver” da importância da corresponsabilidade na Igreja, “mais fácil é de suprir até a necessidade de padres”.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

No início da celebração, D. Manuel Quintas já tinha sublinhado a importância do trabalho em equipa com o pároco. “Não trabalhamos isoladamente, por conta própria. Aquilo que define o serviço na Igreja é a comunhão”, afirmou.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

A terminar, o bispo do Algarve anunciou que estará na última semana de novembro em visita pastoral àquelas paróquias e pediu aos paroquianos que rezem pelo seu pároco. “Rezem todos os dias, não só aos domingos. Façam do pároco uma intenção permanente da sua oração porque todos nós precisamos da oração do povo de Deus para sermos como Deus quer e como vós precisais também que nós sejamos”, concluiu.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O novo pároco, que agradeceu também a presença de alguns membros das paróquias de Santa Bárbara de Nexe e de Estoi (onde estagiou e colaborou nos últimos anos) que quiseram estar presentes, dirigiu-se no final da eucaristia aos novos paroquianos. “Conto com todos e cada um de vós para caminharmos para que eu me possa configurar com Cristo, assim como cada um de vós o possa fazer igualmente”, afirmou.

“Eu venho para crescer convosco. Que estes anos que partilharemos da nossa vida sejam exatamente por Ele”, prosseguiu, afirmando ter garantido ao bispo do Algarve que “iria com muito gosto e vontade” para onde quisesse. “Espero que possa ser muito feliz aqui”, acrescentou.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

A tomada de posse do novo prior decorreu no início da eucaristia com a leitura da provisão de nomeação, a profissão de fé do pároco com o juramento de fidelidade ao colégio presbiteral, ao bispo, ao papa e a toda a Igreja, a entrega simbólica das chaves da igreja e a leitura e assinatura do auto de posse (ata).

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Depois da homilia, o novo pároco fez a renovação das promessas sacerdotais e foi convidado a realizar alguns “gestos para salientar o ministério”: passou pela pia batismal, pelo sacrário e sentou-se na cadeira da presidência.

Verifique também

Algarve acolhe segunda “Pequena Fraternidade Provisória” de Taizé

O Algarve está a acolher, desde o passado dia 30 de agosto, a segunda “Pequena …

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.