Pub

O aniversário do nascimento de Lord Robert Baden-Powell, fundador do Escutismo, que nasceu em 1857, em Londres, foi assinalado no passado dia 22 de fevereiro. Este ano, devido à situação pandémica, não foi possível que o Corpo Nacional de Escutas – Escutismo Católico Português (CNE) realizasse uma grande atividade, como habitualmente acontece. Porém, a Junta Regional do Algarve, num comunicado, apelou à participação a partir de casa de todos os membros, bem como às suas famílias, na Eucaristia do II Domingo da Quaresma, presidida por D. Manuel Neto Quintas.

Nessa missa, transmitida por via digital a partir da Capela do Seminário de S. José de Faro, o bispo do Algarve assinalou este acontecimento e dirigiu-se algumas vezes aos escuteiros da região algarvia, que celebraram a data sob o lema: “Queremos ser a imagem de BP”.

Na saudação inicial da Eucaristia, começou por dizer que «na impossibilidade de nos reunirmos para celebrar o dia regional do vosso fundador, Baden-Powell, queremos hoje dar graças a Deus pelo dom do vosso fundador por todo o bem que dele recebeis e todos nós, Igreja diocesana e região do Algarve recebemos», manifestando ainda a sua gratidão e reconhecimento «pelo contributo tão importante deste Movimento no crescimento, na educação e na formação de tantas gerações».

Referindo-se à atual situação pandémica e o que isso implica para as normais atividades deste movimento, disse acreditar que «não seja fácil viver o escutismo na própria família e a na casa», sem a natureza e o ar livre que caracteriza a pedagogia do CNE, apelando, neste sentido, a um pouco mais de paciência, sem perder a esperança no regresso às atividades próprias do movimento.

Já no momento conclusivo da Eucaristia, felicitando o CNE pelo prémio “Cidadão Europeu 2020», que esta associação recebeu esta semana do Parlamento Europeu, considerou ser «muito merecido, sobretudo para quem acompanha a ação deste Movimento e quem verifica como é benéfico para as novas gerações em todos os sentidos e em todas as dimensões». Acrescentou ainda um forte apelo a que os escuteiros não esquecem Cristo nas suas vidas, afirmando que a sua ação «se torna mais fecunda quando tendes Cristo como companheiro, quando a vossa bússola é Cristo». Insistindo neste aspeto, ainda referiu aos escuteiros algarvios que «é importante serdes escuteiros como cristãos, iluminados por Cristo, pelas coordenadas que dá a Palavra de Deus para encontrar o rumo certo na vossa própria vida», concluiu.

O CNE, fundado no Algarve em 1932, conta atualmente com 35 agrupamentos num total de cerca 2.400 elementos. É o maior movimento juvenil em Portugal, estando presente nas 20 dioceses territoriais e registando um efetivo de cerca 73 mil elementos.

Pub