Pub

A Diocese do Algarve irá promover no próximo dia 5 de outubro uma eucaristia para assinalar o jubileu sacerdotal do cónego José Pedro Martins.

A celebração terá lugar, pelas 18 horas, na igreja de São Pedro do Mar, em Quarteira.

O cónego José Pedro Martins, de 77 anos, completou no passado dia 29 de junho, 50 de sacerdócio e a diocese algarvia destaca a “riqueza do exercício do seu ministério presbiteral”. “Pelo aniversário jubilar que celebra (50 anos) e pelo imenso que o seu exercício ministerial significou e continua a significar para a nossa Igreja diocesana, é absolutamente necessário que, mesmo no meio de tantas limitações e contingências, possamos e devamos celebrar esta circunstância de singular importância”, refere o vigário episcopal da Diocese do Algarve em missiva enviada ao clero.

“Torna-se evidente que a sua pessoa, em todas as missões que foi assumindo no exercício do presbiterado e para além dele mesmo e do âmbito estritamente religioso, assumiu uma invulgar relevância tanto na nossa Igreja diocesana e na nossa região algarvia, como para além dela mesma”, acrescenta o padre António de Freitas.

Para além da celebração eucarística, o jubileu sacerdotal será ainda assinalado com as seguintes ações comemorativas:
03 de Outubro – Concerto pelo Coral Ossónoba, na Sé de Faro, às 21h30.
04 de Outubro – Concerto pelo Coro II Capítulo, na igreja paroquial de Estoi, às 21h30.
05 de Outubro – Eucaristia, na igreja de São Pedro do Mar (Quarteira), às 18h.
10 de Outubro – Concerto pelo Coro de Câmara Cantate Domino, na igreja de Santa Bárbara de Nexe, às 21h.

Natural da freguesia de São Sebastião de Lagos, onde nasceu a 26 de outubro de 1942, o cónego José Pedro de Jesus Martins cresceu no seio de uma família católica e foi batizado na paróquia de Santa Maria pelo pároco de então, padre Francisco António Carmo. Aquela paróquia viu-o também ser crismado pelo bispo do Algarve da altura, D. Francisco Rendeiro, e ordenado diácono. Mas foi na paróquia de São Sebastião que frequentou a catequese e fez a primeira comunhão.

Para além de ter sido catequista, pertenceu então a um grupo da Juventude Operária Católica (JOC), naquele tempo com forte implantação no Algarve, que conta ter marcado a sua juventude e do qual chegou a ser dirigente.

Em 1961 seguiu diretamente para o Seminário de Almada. Depois de dois anos naquele Seminário, continuou estudos no dos Olivais, onde esteve mais cinco anos. Tendo concluído, em 1970 com 28 anos, o Curso de Teologia no Instituto Superior de Estudos Teológicos de Lisboa, foi ordenado diácono no dia 29 de maio, em Lagos, e sacerdote no dia 29 do mês seguinte na Sé de Faro, pelo bispo do Algarve de então, D. Júlio Tavares Rebimbas.

Os interessados em participar na celebração de dia 5 de outubro deverão formalizar a sua inscrição através da ligação online https://forms.gle/6i6gKXc5XTjM3pmc6.

 

Pub