Pub

Em comunicado de imprensa, o SEF informa que desenvolveu um conjunto de ações de fiscalização e identificação de estrangeiros no Algarve nos primeiros cinco dias deste mês, tendo identificado "1035 cidadãos estrangeiros", "dos quais 24 foram detidos por permanência irregular" em Portugal.

Na sexta feira, o SEF desenvolveu uma operação nos concelhos de Faro, Loulé, Albufeira e Portimão com o objetivo de "averiguar a situação de cidadãos estrangeiros em território nacional”, e detetar "eventuais infrações na leis no âmbito da "prevenção e dissuasão da prática criminal", lê-se na mesma nota.

"Entre as 00:00 e as 24:00 foram fiscalizados diversos locais referenciados pela permanência de cidadãos estrangeiros, nomeadamente estabelecimentos de restauração e diversão noturna, via pública e locais frequentados por cidadãos estrangeiros, referenciados por pequenos delitos criminais".

No final da operação de sexta feira, o SEF identificou 127 estrangeiros dos quais 12 foram detidos por "permanência irregular" em Portugal. O SEF acrescenta que três pessoas foram notificadas para abandonarem o país.

O SEF instaurou ainda dois processos de contraordenação a entidades patronais por empregarem estrangeiros em situação irregular.

As ações de fiscalização inserem-se no "plano do SEF de combate à imigração ilegal, prevenção e combate da criminalidade", lê-se no comunicado.

Lusa

Pub