Pub

Segundo o capitão do porto de Lagos, comandante Cruz Martins, as vítimas sofreram várias escoriações, tendo depois sido ajudados pela Polícia Marítima a subir a falésia que dava acesso à zona.

Ao chegarem ao cimo da falésia, os três feridos foram assistidos pelos bombeiros de Vila do Bispo e pelo INEM e depois transportados para o Hospital de Lagos, disse ainda o capitão do porto.

Cruz Martins deixou o alerta para os banhistas utilizarem praias vigiadas, frisando que nas praias não vigiadas há também viaturas que fazem patrulhamento e que têm fuzileiros com habilitação de nadadores salvadores para prestarem socorro em caso de um acidente.

Rúben Oliveira com Lusa
Pub