Pub

374 militares da GNR vão ser destacados para as ações de segurança no Algarve durante o próximo verão, anunciou ontem em Faro o segundo comandante-geral daquela força policial. No total do país serão 1000 elementos a reforçar o efetivo de segurança.

O reforço nacional permanente da GNR para o período de 01 de junho a 15 de setembro será de 480 efetivos (150 dos quais para o Algarve), sendo o reforço adicional não permanente – para atuação em eventos desportivos ou musicais de grande dimensão -, de 682 homens (224 para o Algarve).

O dispositivo para o verão de 2013 foi ontem apresentado no auditório do Turismo do Algarve, em Faro, numa sessão presidida por Miguel Macedo e que contou igualmente com a presença dos diretores nacionais da PSP e do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), entre outros responsáveis.

O reforço permanente de 150 militares para o Algarve dividir-se-á por dois pelotões de manutenção da ordem pública (60 homens), igual número de guardas recém-formados, duas equipas da patrulha de apoio ao turista, seis binómios cinotécnicos (homem e cão) e duas esquadras de cavalaria.

Relativamente ao reforço não permanente para a região, serão destacados 78 militares para a concentração de motos, 46 para o torneio internacional do Guadiana, 50 para Odeceixe devido à realização do Festival do Sudoeste e igual número para um festival de música em Sagres.

De acordo com o segundo comandante-geral da GNR, Samuel Mota, o objetivo daquela força de segurança é garantir um tempo de reação aos incidentes inferior a 30 minutos.

Relativamente à PSP, o reforço definitivo para o Algarve será de 34 agentes, o que permitirá elevar para 873 o número de efetivos do comando de Faro daquela polícia.

Durante a tarde, o ministro Miguel Macedo inaugurou ainda as instalações da força destacada da Unidade Especial de Polícia (UEP) no Algarve, situada nas imediações do Aeroporto Internacional de Faro, obra orçada em 1,2 milhões de euros.

Após a sessão em que foram adiantados os números do reforço policial, foi ainda apresentado o projeto "Algarve – Destino Seguro", que envolve o Comando de Faro da PSP, o Turismo do Algarve e a Universidade do Algarve (UAlg).

O programa prevê a realização de inquéritos aos turistas e à população residente, que serão depois validados pela UAlg, e o desenvolvimento de uma aplicação para "smartphones", pela Faculdade de Ciências e Tecnologia daquela universidade.

Lusa

Pub