Pub

Segundo o Instituto de Meteorologia, a 15 de abril e de acordo com o índice meteorológico de seca, a situação de seca mantém-se em todo o país e nas duas classes de seca mais graves, com 42% do território em seca severa e 57% em seca extrema, devido à quantidade de precipitação ocorrida neste período ter sido inferior ao valor normal, considerado entre os anos 1971 e 2000.

Conforme os dados hoje divulgados, nos primeiros quinze dias de abril a situação piorou ligeiramente em relação aos dados anteriores, de 31 de março, aumentando a zona em situação de seca severa de 41 para 42%.

Nas primeiras duas semanas deste mês, caíram 35,2 mm de precipitação no Norte, 34,8 no Centro e 22,5 no Sul do país, quando os valores normais indicam precipitações na ordem dos 86 mm, 80,1 e 53, respetivamente.

A situação vivida este ano em Portugal é em muito idêntica ao ano de seca de 2004/2005, no entanto verifica-se este ano uma situação de seca mais gravosa do que no ano 2005.

Tendo em conta a previsão mensal do Centro Europeu de Previsão do Tempo a Médio Prazo, é provável que se mantenha a situação de seca meteorológica em Portugal Continental, no final de abril, mas com um desagravamento da sua severidade, nas regiões a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela.

Liliana Lourencinho
Pub