Pub

Teme, também, que esta situação se repita no verão, provocando a difusão de turistas espanhóis: “arriscamo-nos a que aquilo que aconteceu episodicamente num fim de semana de Páscoa se repita no próximo verão, o que seria caótico”.

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Faro, “o ideal seria que os visitantes espanhóis "não pagassem"”. “Nós em vez de estarmos de braços abertos a acolher pessoas de forma rápida, estamos a criar obstáculos para que não entrem no Algarve” pois quem espera em filas e não vê o problema resolvido "fica com pouca vontade de voltar", conclui Macário Correia.

Rúben Oliveira com Lusa
Pub