Pub

A Direção Regional de Cultura do Algarve abriu o concurso para o cargo de diretor da Fortaleza de Sagres e da Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, segundo o aviso publicado no dia 17 deste mês em Diário da República (DR).

De acordo com o documento, o concurso internacional decorre pelo prazo de 30 dias úteis, contados a partir de 22 de julho, data em que será publicitado na Bolsa de Emprego Público, na página eletrónica da Direção Regional de Cultura do Algarve, bem como em órgãos de comunicação nacionais e internacionais.

O cargo tem um período de três anos, em regime de comissão de serviço.

Os candidatos ao cargo devem ter grau de licenciatura, vinculados ou não à administração pública, com nacionalidade portuguesa ou estrangeira, habilitações e competências técnicas específicas nas áreas adequadas ao desempenho de funções na unidade orgânica para que concorre, assim como aptidão para o exercício de funções de direção, coordenação e de gestão.

A remuneração mensal está fixada em 2.621,68 euros, acrescida de suplemento para despesas de representação no montante de 195,37 euros.

As candidaturas serão avaliadas por um júri presidido pela diretora regional de Cultura do Algarve, tendo por critérios de seleção e avaliação: “a avaliação curricular, a proposta de projeto que o candidato visa implementar na unidade orgânica e a entrevista profissional de caráter público”.

De acordo com o aviso publicado em DR, a estimativa orçamental da Fortaleza de Sagres e Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, no concelho de Vila do Bispo, no distrito de Faro, é de 400 mil euros, incluindo uma verba estimada para programação de 40 mil euros.

Pub