Pub

A iniciativa contou ainda com a coordenação operacional da FAGAR – Faro, Gestão de Águas e Resíduos e da Algar e da Autoridade Marítima do Sul, às quais se juntaram várias entidades públicas, privadas, associações, clubes, como a 1ª Companhia Guias de Faro ou a claque do Farense, South Side Boys, e cerca de 350 cidadãos (a maioria, munícipes do concelho).

A concentração teve lugar às 9h, junto ao Centro Náutico da Praia de Faro e no Ginásio Clube Naval de Faro, junto da capitania. A partir daí os grupos de voluntários foram distribuídos por várias zonas (Praia de Faro, Barra de São Luís, Golada, Ramalhete, Ilhote dos Tesos Cais Novo), decorrendo a ação até às 13h30.

Segundo a Fagar e a Algar, nas quatro horas de duração da iniciativa foram recolhidos mais de 6000 quilos de lixo (incluindo entulhos e outros resíduos).

A autarquia lembra que “os resíduos abandonados pelos cidadãos, para além de inestéticos e negativos para o turismo e a saúde humana, causam vários problemas à biodiversidade, desde ao nível dos ecossistemas, até ao de pequenos animais que ficam presos dentro de garrafas, passando por aves terrestres e marinhas que morrem devido à ingestão de plásticos, passando pelos mamíferos marinhos e tartarugas”. “Tenha sempre em mente que melhor do que limpar é não sujar. Colabore com a Natureza e deposite os resíduos apenas nos locais adequados para o efeito. Mantenha o Parque Natural limpo e contribua para que a Ria seja sempre Formosa”, pede a edilidade.

Ainda está patente uma exposição fotográfica, promovida pela ALFA – Associação Livre Fotógrafos do Algarve no Centro Azul da Praia de Faro, na sequência do evento Limpar Portugal 2010.

Pub