Breves
Inicio | Ambiente | Águas do Algarve investe 14 milhões de euros em ETAR que vai servir três concelhos

Águas do Algarve investe 14 milhões de euros em ETAR que vai servir três concelhos

Assinatura_contrato_empreitada_etarA nova Estação de Tratamento de Águas e Resíduos (ETAR) de Faro-Olhão, hoje adjudicada por 13,9 milhões de euros deverá estar pronta dentro de dois anos, disse à agência Lusa a porta-voz da Águas do Algarve.

Segundo aquela empresa, responsável pelo sistema multimunicipal de abastecimento de água do Algarve, a nova infraestrutura, que foi projetada para assegurar serviço a mais de 113 mil habitantes, vai tratar os efluentes produzidos em seis freguesias dos concelhos de Faro, Olhão e São Brás de Alportel.

“As infraestruturas de tratamento existentes encontram-se subdimensionadas face às condições de afluência (qualitativa e quantitativa) atuais e assentam em sistemas de lagunagem, que se revelam desadequados face aos níveis de qualidade agora exigidos”, lê-se no comunicado emitido.

Um estudo prévio apontou como solução mais adequada a construção de uma única ETAR no local da atual ETAR de Faro-Nascente e a desativação da ETAR de Faro Nascente, da ETAR de Olhão Poente e ligação do subsistema de saneamento de Olhão Poente à nova ETAR.

A porta-voz da Águas do Algarve, Teresa Fernandes, explicou à Lusa que durante o período de construção da nova ETAR as infraestruturas existentes vão manter-se em funcionamento.

A empreitada inclui ainda o projeto alusivo ao Sistema Elevatório de Olhão, cujo custo somado ao orçamento da ETAR Faro-Olhão totaliza perto de 22,6 milhões de euros, financiados em 85% por fundos comunitários através do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR).

O arranque das obras depende da aprovação do Ministério do Ambiente dos documentos submetidos pelo empreiteiro a propósito do Relatório de Conformidade Ambiental do Projeto de Execução (RECAPE), observou Teresa Fernandes.

A cerimónia de adjudicação da obra contou com a presença dos representantes da Águas do Algarve, do consórcio que venceu o concurso público, dos presidentes das câmaras municipais de Olhão, Faro e São Brás de Alportel e do secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins.

A futura ETAR Faro-Olhão vai ficar situada no local da atual ETAR de Faro Nascente, na freguesia da Sé, concelho de Faro, a cerca de dois quilómetros a Este da capital algarvia, numa parcela no local do Sítio da Garganta, incluída na zona lagunar da Ria Formosa.

Verifique também

Estudo diz que o Algarve pode ter mais mortalidade devido a ondas de calor até final do século

O Algarve pode ter, até ao final do século, mais eventos meteorológicos extremos e uma …