Inicio | Sociedade | Alcoutim distingue diácono Albino Martins com Medalha Municipal de Mérito, grau ouro

Alcoutim distingue diácono Albino Martins com Medalha Municipal de Mérito, grau ouro

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O diácono Albino Martins vai receber no Dia do Município de Alcoutim, 13 de setembro, a Medalha Municipal de Mérito, grau ouro.

O diácono Albino Martins será agraciado na sessão solene que terá lugar, a partir das 11h, lugar no Espaço Guadiana.

Em ofício, a que a Folha do Domingo teve acesso, a Câmara de Alcoutim destaca que a distinção foi deliberada em reunião ordinária de 24 de julho deste ano “como reconhecimento pela atividade desenvolvida, que muito tem contribuído para o renome e prestígio do concelho”.

Natural de Vila Real de Santo António, o diácono Albino Martins, depois de casado e acompanhado pela sua mulher, chegou em agosto de 1990 a Cachopo com 27 anos e ali firmou raízes.

Ao contrário de muitos jovens da região, que partiram para o litoral algarvio em busca de novas perspetivas, o casal cumpriu o percurso inverso e integrou-se numa região desertificada e envelhecida, no Algarve profundo, a convite do então bispo do Algarve, D. Manuel Madureira Dias. A missão do casal, no entanto, não passaria apenas pela organização da catequese e da dignificação da liturgia. Para além da vivência da fé, a população precisava de apoios sociais, de cuidados de saúde, de um maior acompanhamento face à solidão que muitos idosos enfrentavam.

Assim, iniciou a sua missão, em outubro de 1990, o Centro Paroquial de Cachopo que hoje, após a construção e inauguração do Complexo Social D. Manuel Madureira Dias em 2009, assiste 115 idosos, 30 em lar, 20 no centro de convívio, 15 em centro de dia e 50 em apoio domiciliário, estes dispersos por 23 montes da serra algarvia, o que implica a realização de 500 quilómetros diários.

Albino Martins foi ordenado diácono em janeiro de 2012, em 2011 alargou o seu trabalho de missão às paróquias de Martim Longo e Vaqueiros e em 2015 às paróquias de Alcoutim, Giões e Pereiro. É presidente dos Centros Paroquiais de Cachopo, Martim Longo e Vaqueiros, instituições que prestam serviço social, nas valências “Centro de Dia”, “Centro de Convívio”, “Serviço de Apoio Domiciliário” e “ERPI”. Ao longo de vários anos, prestou colaboração à Diocese do Algarve, na área da liturgia e da ação sociocaritativa.

Em 2000 recebeu a Medalha de Mérito do Município de Tavira e em abril de 2015, o casal foi agraciado pelo Presidente da República com a Medalha de Grau Oficial da Ordem do Mérito.

Verifique também

Seminaristas do Seminário de Faro realizam voluntariado social

A dimensão sociocaritativa está muito presente no primeiro trimestre deste ano letivo na formação dos …

Folha do Domingo

GRÁTIS
BAIXAR