Inicio | Sociedade | Alcoutim distingue diácono Albino Martins com Medalha Municipal de Mérito, grau ouro

Alcoutim distingue diácono Albino Martins com Medalha Municipal de Mérito, grau ouro

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O diácono Albino Martins vai receber no Dia do Município de Alcoutim, 13 de setembro, a Medalha Municipal de Mérito, grau ouro.

O diácono Albino Martins será agraciado na sessão solene que terá lugar, a partir das 11h, lugar no Espaço Guadiana.

Em ofício, a que a Folha do Domingo teve acesso, a Câmara de Alcoutim destaca que a distinção foi deliberada em reunião ordinária de 24 de julho deste ano “como reconhecimento pela atividade desenvolvida, que muito tem contribuído para o renome e prestígio do concelho”.

Natural de Vila Real de Santo António, o diácono Albino Martins, depois de casado e acompanhado pela sua mulher, chegou em agosto de 1990 a Cachopo com 27 anos e ali firmou raízes.

Ao contrário de muitos jovens da região, que partiram para o litoral algarvio em busca de novas perspetivas, o casal cumpriu o percurso inverso e integrou-se numa região desertificada e envelhecida, no Algarve profundo, a convite do então bispo do Algarve, D. Manuel Madureira Dias. A missão do casal, no entanto, não passaria apenas pela organização da catequese e da dignificação da liturgia. Para além da vivência da fé, a população precisava de apoios sociais, de cuidados de saúde, de um maior acompanhamento face à solidão que muitos idosos enfrentavam.

Assim, iniciou a sua missão, em outubro de 1990, o Centro Paroquial de Cachopo que hoje, após a construção e inauguração do Complexo Social D. Manuel Madureira Dias em 2009, assiste 115 idosos, 30 em lar, 20 no centro de convívio, 15 em centro de dia e 50 em apoio domiciliário, estes dispersos por 23 montes da serra algarvia, o que implica a realização de 500 quilómetros diários.

Albino Martins foi ordenado diácono em janeiro de 2012, em 2011 alargou o seu trabalho de missão às paróquias de Martim Longo e Vaqueiros e em 2015 às paróquias de Alcoutim, Giões e Pereiro. É presidente dos Centros Paroquiais de Cachopo, Martim Longo e Vaqueiros, instituições que prestam serviço social, nas valências “Centro de Dia”, “Centro de Convívio”, “Serviço de Apoio Domiciliário” e “ERPI”. Ao longo de vários anos, prestou colaboração à Diocese do Algarve, na área da liturgia e da ação sociocaritativa.

Em 2000 recebeu a Medalha de Mérito do Município de Tavira e em abril de 2015, o casal foi agraciado pelo Presidente da República com a Medalha de Grau Oficial da Ordem do Mérito.

Verifique também

Despiste de motociclo provoca um morto no concelho de São Brás de Alportel

Um homem morreu ontem na sequência do despiste do motociclo que conduzia, na zona de …

Folha do Domingo

GRÁTIS
BAIXAR