Pub

A Associação de Fado do Algarve, que conta com 26 sócios-fundadores, tem como objetivo geral a promoção e divulgação do Fado nas suas mais diversas vertentes, quer seja cultural, lúdica ou pedagógica. Para levar a cabo esta divulgação, a associação tenciona realizar várias atividades, tais como encontros, saraus, debates, espetáculos e outras ações artísticas ligadas ao tema.

Para além do Fado, a recém-criada associação promete ainda dar destaque à guitarra portuguesa, à viola dedilhada e à voz, organizando ações de formação e encontros entre profissionais da área e outros interessados.

A tomada de posse dos corpos sociais da associação decorreu no dia 21 de abril, sendo que Valentim Filipe foi eleito presidente da direção, Cecílio Santos está na condição de tesoureiro e Rui de Sousa tem a seu cargo a presidência da Assembleia. Ao lado destes nomes, ligados ao Fado na região algarvia há décadas, estão outros mais jovens, como é o caso de Luís Manhita, Pedro Viola e Filipa Sousa, tendo esta última sido a vencedora do Festival RTP da canção.

A Associação de Fado do Algarve tem já pensadas várias atividades para os próximos meses, a primeira, que oficializará a sua criação, será um espetáculo em Faro, que contará com a presença de vários fadistas conhecidos do grande público, com data e programa a divulgar em breve.

Pub