Pub

Eram cerca de 3000 que encheram, logo na tarde de sábado (1 de Maio) o auditório do Centro Paulo VI. Tudo começou com um concerto pela Banda Jota, vinda da Guarda. A apresentação do novo CD, ‘Obrigatório Ser’, mostrou uma banda mais madura que pôs ao rubro uma assembleia que vibrou durante mais de duas horas.

Nas palavras acolhimento, D. Ilídio Leandro, Bispo de Viseu, saudou os jovens e disse-lhes, em nome da Conferência Episcopal, que a Igreja está do lado dos jovens e conta com o seu dinamismo para a missão de colocar Cristo no coração da humanidade. Pediu que todos vissem já Madrid na linha do horizonte, pois ser+a na capital de Espanha, em 2011, que se juntarão muitos milhares de jovens nas Jornadas Mundiais da Juventude.

Fátima de portas abertas…

Do calor do concerto, os jovens passaram para a serenidade da recitação do Rosário e da Procissão de Velas, a partir da Capelinha das Aparições.

No momento simbólico de saudação a Nossa Senhora, os jovens ouviram da boca do Reitor do Santuário, o P. Vergílio Antunes, palavras de acolhimento, estímulo e convite. O Reitor agradeceu a presença dos jovens e disse-lhes que não tem dúvidas de que eles são o futuro da Igreja e da humanidade. E foi mais longe: agradeceu ao Departamento Nacional da Pastoral Juvenil o facto de ter organizado o Encontro Nacional de Jovens em Fátima, garantindo que este é o lugar ideal para iniciativas do género. Garantiu que o Santuário terá sempre as portas abertas e vai apoiar iniciativas como esta que ajudam os jovens a aprofundar e a celebrar as razões da sua Fé.

Mostrou ainda abertura e total apoio a outras iniciativas que possam ter como centro a Casa do Jovem, dizendo ainda que o Santuário está a investir em estruturas físicas que possam acolher mais iniciativas que envolvam jovens e os levem a conhecer melhor e a aprofundar a riqueza da mensagem de Fátima.

Momentos Orantes…

A noite continuou no Centro Paulo VI com uma Vigília de Oração até às 4h30 da manhã, com alternativas para os jovens: houve oito filmes que proporcionaram cinefórum. Houve um espaço de encontro (o ‘lounge’). A Capela foi lugar de Oração toda a noite. Houve um espaço muito procurado de Reconciliação e Diálogo desde as 00h30 às 4h30.

Numa paisagem pouco habitual, o caminho entre o Paulo VI e a Capelinha encheu-se de jovens às 5h da manhã. Fazia frio, mas os jovens recolheram-se para uma saudação a Nossa Senhora e uma Oração e homenagem às Mães, neste seu dia. Também foram lançados balões com mensagens de boas vindas ao Papa Bento XVI.

Missa, o fim da ‘directa’…

A ‘directa’ terminou com a Eucaristia, na Basílica, ás 6h da manhã. Casa cheia, a abarrotar, com jovens fora sem lugar. D. Ilídio Leandro voltou a afirmar a importância dos jovens para a Igreja cumprir bem a sua Missão. Comprometeu-se a entregar a Bento XVI uma mensagem dos jovens ali presentes, lida, no momento de acção de graças, por uma participante no Fátima Jovem 2010. Uma grande salva de palmas confirmou as palavras desta carta.

No fim, em jeito de despedida, o P. Pablo Lima, director do Departamento Nacional da Pastoral Juvenil disse que estava muito feliz com o sucesso deste evento e à sua pergunta: ‘poderíamos este ano não ter Fátima Jovem?’ respondeu: ‘poder, podíamos, mas não era a mesma coisa!’.

O Fátima Jovem 2011 será a 7 e 8 de Maio… já bem a caminho de Madrid.

Tony Neves

Pub