Pub

A iniciativa, promovida pelo Secretariado Nacional da Educação Cristã, contou com mais de 600 participantes de todo o país, teve como tema “Da Catequese Familiar à Catequese Intergeracional” e procurou aprofundar conhecimentos sobre o que é e como se realiza a catequese familiar e a catequese intergeracional.

Para além de terem presenciado o testemunho de algumas paróquias sobre os projetos já realizados neste âmbito, os catequistas algarvios assistiram à apresentação do livro “Catequética – Curso Geral de Catequistas”, obra da autoria do padre Luís Miguel Rodrigues que compilou o resultado de anos de trabalho do sacerdote formador e catequeta, a qual se junta às anteriormente editadas sobre Psicologia e Doutrina.

Os participantes algarvios assistiram também à intervenção de Isabel Oliveira, do Secretariado Diocesano do Porto, sobre o tema “Catequese Intergeracional – como adotar uma metodologia de projeto nas nossas paróquias”, que procurou mostrar como a relação adulto-criança assume um papel importante neste trabalho.

As jornadas contaram igualmente com o lançamento do livro “Escola Paroquial de Pais – catecismos 1 a 3”, da autoria da irmã Maria Isolinda Almeida, que trabalhou durante vários ano no Algarve.

O grupo do Algarve, oriundo do Setor da Catequese da Infância e da Adolescência da diocese algarvia e das paróquias de Castro Marim, Olhão, Portimão, São Luís de Faro, São Pedro de Faro, Sé de Faro e Tavira, assistiu também a uma das várias temáticas propostas pela organização, concretamente sobre “O Despertar Religioso, A Catequese familiar: orientações para a prática – INICIAR, Educação Parental: Trabalhar com as Famílias na Catequese e A Catequese de Adolescentes”, uma.

As jornadas, que contaram com a intervenção de D. Nuno Brás, bispo auxiliar de Lisboa, sobre o tema “Fé e Comunicação”, terminaram com a celebração da eucaristia e o envio.

Pub