Pub

Encontro_europeu_taize_2014Os jovens algarvios, que participaram no 37º Encontro Europeu de Jovens de Taizé que este ano regressou a Praga (República Checa) e que terminou no passado dia 2 deste mês, destacam a simplicidade e a espiritualidade vividas naquela iniciativa, bem como o ambiente de festa.

O encontro foi preparado pela Comunidade de Taizé a convite da Conferência Episcopal Checa e do Conselho Ecuménico das Igrejas Checas e reuniu mais de 30 mil pessoas em mais uma etapa da “Peregrinação de Confiança através da Terra”, iniciada no final dos anos 70 pelo irmão Roger, fundador daquela comunidade ecuménica do sul da França, a cerca de 390 quilómetros a sudeste de Paris.

Do Algarve partiu, no dia 26 de dezembro, um autocarro de 50 jovens rumo à capital da República Checa. Pelo caminho pernoitaram numa localidade nos arredores de Paris acolhidos por famílias locais, tendo na manhã seguinte, depois da celebração da eucaristia, visitado a capital francesa. No dia 29 de dezembro chegaram a Praga, tendo sido acolhidos pelas paróquias locais.

Da experiência do encontro que contou com ateliês de reflexão e três orações diárias em 17 igrejas do centro histórico da cidade, Mariana Lima, de 23 anos, da paróquia de Quarteira, destaca o sentimento de comunhão na mesma fé cristã. “Em Taizé não há católicos ou ortodoxos, franceses ou polacos, ricos ou pobres. Em Taizé há cristãos, pessoas que se respeitam e se unem para louvar o mesmo Deus, um Deus que nos ama e que nos pede para espalharmos esse mesmo amor, por todos os que nos rodeiam”, refere.

Alguns algarvios participantes no encontro
Alguns algarvios participantes no encontro

Marta Guerreiro, de 18 anos, oriunda das paróquias de Lagos, evidencia o ambiente de festa e de interculturalidade vivido nas ruas da cidade checa explicando que “o entusiasmo nunca faltou nas mais diversas atividades”. “Em Praga, esforçamo-nos por levar a luz e a alegria de Cristo sempre connosco”, acrescenta, considerando que os grupos de partilha também “foram momentos importantes e bastante enriquecedores para todos”.

Alguns elementos do grupo de jovens da paróquia de Estômbar destacam também a interioridade conseguida nos momentos de oração, apesar da multidão presente. “Durante as orações conseguíamos encontrar paz e encontrar Deus no nosso coração e no silêncio que se fazia sentir”, referem, admitindo a forte possibilidade de voltarem a participar noutras edições do encontro.

Alguns algarvios participantes no encontro
Alguns algarvios participantes no encontro

Alexandra Méren, de 16 anos, oriunda também da paróquia de Quarteira, considera que o encontro foi “uma grande experiência” também como meio para fazer “grandes amizades”.

A noite da passagem de ano foi vivida em oração pela paz, seguindo-se a “Festa dos Povos” nas paróquias de acolhimento na qual cada país participou com uma dança ou música tradicional.

Os algarvios iniciaram o regresso logo após o final do encontro no dia 2 deste mês, com passagem por Viena de Áustria que puderam visitar, tendo chegado ao Algarve apenas no dia 4 de janeiro.
O próximo Encontro Europeu de Jovens terá lugar na cidade de Valência, em Espanha.

Pub