Pub

praia da Dona AnaA Câmara de Lagos anunciou que os trabalhos de alimentação artificial da praia da D. Ana vão recomeçar na hoje, o que obrigará a que a utilização do areal fique condicionada até 15 de junho.

Em comunicado, a autarquia refere que a intervenção, que deverá custar 1,8 milhões de euros e permitir que o areal da praia ganhe cerca de 40 metros, tem como objetivo proteger as arribas da erosão provocada pela ação das marés, aumentando a segurança dos banhistas.

O início das obras remonta a 2009, mas os trabalhos foram suspensos porque o projeto teve que ser revisto, tendo só agora o Tribunal de Contas concedido o visto prévio ao contrato de empreitada, refere a autarquia.

Além de condicionar a utilização da praia, as obras implicarão que os acessos e a circulação automóvel naquela zona fiquem temporariamente condicionados.

Após as ações preparatórias, os trabalhos irão iniciar-se pela construção de uma estrutura de retenção lateral entre a arriba do limite norte da praia da D. Ana e o leixão maior dos Artilheiros, seguindo-se a operação de enchimento, por bombagem, de cerca de 140 mil metros cúbicos de areia.

“No final desta obra a extensão do areal da praia da D. Ana ganhará cerca de 40 metros, permitindo por isso mais espaço para os muitos turistas que a procuram, bem como a criação de uma zona de segurança imperativa junto às arribas”, refere a autarquia.

A Câmara de Lagos sublinha ainda que a intervenção é “indispensável” para a proteção da frente de mar e para a segurança dos banhistas.

Pub