Pub

A organização salienta, também, que o sistema natural de provimento de água assegura menos de metade do caudal ecológico normal à lagoa, onde nidificam várias espécies de aves, sendo a capacidade de retenção severamente afetada pela existência de um campo de golfe nas proximidades e pela não construção da ETAR – Estação de Tratamento de Águas Residuais, de Albufeira Poente.

Recordando que os Salgados constituem um dos últimos redutos do litoral algarvio não ocupados pelo betão, os ambientalistas lamentam a prevista construção de um megaprojeto turístico na Praia Grande, concelho de Silves, formalizado na passada sexta-feira. Segundo a organização ecologista algarvia, o projeto foi aprovado em 2008 contra as regras do novo Plano de Requalificação de Ordenamento do Território, de 2007, “sob o qual não seria agora aprovado”, e é apadrinhado pela autarquia de Silves que acusa de apelar ao betão e hipotecar parte do seu património natural.

Lusa
Pub