Pub

Apresentacao_livro_pe_agostinho_pinto (3)
Foto © Samuel Mendonça

O padre Agostinho Pinto, da congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (dehonianos), escreveu um novo livro que foi apresentado na passada sexta-feira em Vila Real de Santo António.

A publicação, intitulada “Gestos da Ternura de Deus”, aborda as 14 obras de misericórdia (corporais e espirituais) e apresenta uma reflexão sobre cada uma delas.

Na sessão de apresentação, que teve lugar nos anexos da igreja matriz de Vila Real de Santo António, o autor explicou que o livro não surgiu por causa do presente Ano Santo da Misericórdia, mas “começou a ser trabalhado desde há 10 anos, no Natal de 2005”.

O pároco de Vila Real de Santo António explicou que a publicação resultou de um trabalho feito com os grupos de oração, a partir de “umas introduções que são uma espécie de catequese de reflexão que os ajuda a rezar com as obras de misericórdia”.

Na nota de apresentação da publicação, o sacerdote madeirense explica que a mesma é “uma partilha” do que viveu na sua ação pastoral. “O livro consta de pequenas histórias de vida que ilustram o conteúdo doutrinal sobre as obras de misericórdia, tanto as corporais como as espirituais. No fim de cada tema aparece uma série de perguntas interpelantes que, sem dúvida, ajudarão o leitor a fazer um exame de consciência, se é ou não um autêntico cristão”, acrescenta.

A edição, no total de 128 páginas dedicadas numa primeira parte às obras de misericórdia corporais e na segunda metade às espirituais, inclui assim uma história concreta, uma reflexão bíblica, algumas perguntas interpelativas para reflexão e uma síntese.

Apresentacao_livro_pe_agostinho_pinto (7)
Foto © Samuel Mendonça

“Oxalá este trabalho ajude o leitor a descobrir que também é um instrumento que Deus quer usar para prolongar e repetir os seus gestos de ternura”, frisou o autor, lembrando que “todas as obras da misericórdia são gestos da ternura de Deus feitos por pessoas concretas, levadas pelo Espírito Santo, que se sentem empurradas a fazer algo de bem para os outros”. O padre Agostinho Pinto, autor de uma dezena de publicações que veio para o Algarve em 2010, desejou que todos quantos queiram possam “ler o livro, meditá-lo e, por ventura, usá-lo quem desempenha funções catequéticas ou educativas”.

O bispo do Algarve, presente do lançamento da publicação, destacou o “título muito bonito” do livro, acrescentando que o mesmo se lê “com muito agrado”. “É uma maneira de evangelizar. Não há melhor maneira de testemunhar aquilo que Jesus nos deixou do que as obras de misericórdia”, acrescentou D. Manuel Quintas.

A publicação editada pela Associação ECCE, ligada à espiritualidade dehoniana, está à venda nas paróquias algarvias a cargo dos padres dehonianos (Altura, Azinhal, Cacela, Castro Marim, Monte Gordo, Odeleite e Vila Real de Santo António) e conta ainda com uma particularidade: o facto de as ilustrações serem também da autoria do padre Agostinho Pinto, incluindo a da capa.

Pub