Pub

“Neste momento estão repostas as condições de segurança anteriores e a zona de check-in está de novo aberta”, afirmou, adiantando que a chuva e o vento registado nas últimas horas não danificou aquela zona.

A reabertura sucede a um período de 16 horas de encerramento, devido ao receio de que as condições meteorológicas previstas para quarta-feira e a madrugada de hoje pudessem pôr em risco a segurança dos passageiros e funcionários do aeroporto.

Durante aquele período, os passageiros foram encaminhados para o parque de estacionamento P6 do aeroporto, onde foi montada uma estrutura provisória para acolhimento, e posteriormente eram transportados de autocarro para uma zona onde se procedia ao ‘check-in’ dos passageiros e aos procedimentos de segurança.

Correia Mendes afirmou que nos voos de hoje não se registam, para já, quaisquer atrasos, mas admitiu que se venham a verificar alguns, dada a grande quantidade de voos previstos e a capacidade máxima de operação com as limitações atuais, de seis partidas e seis chegadas por hora.

O responsável admitiu que houve situações de desconforto para os passageiros nas últimas horas, sobretudo quando choveu, na noite de quarta-feira, mas garantiu que tudo correu como previsto e os 122 voos programados para o dia foram todos processados.

Aquelas limitações devem-se aos danos causados na aerogare na madrugada da passada segunda-feira, quando uma parte significativa da cobertura do terminal, a zona do ‘rent-a-car’ e a torre de controlo do aeroporto de Faro ficaram destruídas ou severamente danificadas na sequência de ventos muito fortes.

Lusa
Pub