Pub

“Durante a madrugada, o mar levou toda a areia onde assentam as estacas do restaurante e destruiu muitas delas, o que fez ceder a estrutura da esplanada do restaurante”, relatou o autarca Fernando Santiago.

No local, estão máquinas da Câmara de Silves e do proprietário do apoio de praia, que tentam repor areia a tempo de fazer frente à maré cheia da tarde.

“É uma situação muito delicada porque temos ainda duas marés vivas pela frente e a ondulação é bastante forte”, explicou, fazendo notar que os técnicos da Administração da Região Hidrográfica do Algarve já estão a acompanhar as operações.

Segundo Fernando Santiago, o mar também ameaçou o apoio de praia da Rocha da Palha, “mas já foi feito reforço de areal e lá as coisas estão mais calmas”.

O Comandante da Zona Marítima do Sul, Marques Ferreira, refere que a situação tende a melhorar, até porque, apesar da ondulação com 2,5 metros, “as marés vivas começam a perder intensidade”.

Ainda assim, “o temporal dos últimos dias tem descarnado e desassoreado vários apoios de praia, nomeadamente em Vale do Lobo e na praia das Júlias (Loulé), na praia da Oura e na praia do Inatel (Albufeira)”, acrescentou.

Pub