Pub

Assembleia_diocesana_2016 (1)
Foto © Samuel Mendonça

O bispo do Algarve iniciou a Assembleia Diocesana que hoje reúne em Pêra os representantes das paróquias, dos serviços e movimentos da diocese algarvia para apresentação do Programa Pastoral 2016/2017 com um apelo à “unidade e comunhão”.

Assembleia_diocesana_2016 (3)
Foto © Samuel Mendonça

“Iniciar o ano desta maneira é de certo modo experienciarmos esta unidade e comunhão e acertarmos o passo uns pelos outros e todos com Cristo. Esse deve ser o grande «motor» daquilo que somos e daquilo que fazemos como Igreja diocesana”, afirmou D. Manuel Quintas, que falava no encontro que decorre esta manhã no Centro Pastoral de Pêra.

Assembleia_diocesana_2016 (7)
Foto © Samuel Mendonça

O prelado agradeceu ainda aos responsáveis a “generosidade” com que servem a Igreja diocesana, começando pelos padres, “cada vez mais sobrecarregados de responsabilidades pastorais”. “Não é fácil para os nossos párocos poderem corresponder às necessidades, exigências e projectos, à força que o nosso Programa Pastoral obriga a todos, procurando ser impulso e não travão. Que bom que seria que ele servisse de fermento e de estímulo”, complementou.

A Assembleia Diocesana prosseguiu com uma conferência da irmã Ângela Coelho, postuladora da causa de canonização dos beatos Francisco e Jacinta Marto e vice-postuladora da causa de beatificação da irmã Lúcia, intitulada “Fátima, janela de esperança para o mundo de hoje”.

Esta tarde ocorrerá a apresentação do Programa Pastoral 2016/2017.

Pub