Pub

“A Associação [ACRAL] quer apostar na comunicação social e na comunicação com os sócios e daí a estratégia de comprar O Algarve, que faz parte de um projeto mais alargado de comunicação com um conjunto de painéis de visita de grande formato que vão ser colocados em várias cidades algarvias e onde queremos colocar conteúdos informativos”, explicou João Rosado à Lusa.

Surgida a oportunidade de negócio, seguiu-se um processo rápido de negociação que se fez em cerca de duas semanas, declarou João Rosado, referindo que a compra do jornal foi um “excelente negócio”, sem adiantar o valor em causa.

“Vamos manter todos os postos de trabalho e pontualmente, a partir do próximo ano, poderemos mesmo alargar os postos de trabalho”, assegurou o empresário, informando que atualmente o jornal tem “sete trabalhadores e mais três em regime de prestação de serviços”.

No dia 04 de junho, a ACRAL vai fazer a apresentação pública do projeto de comunicação da associação, uma cerimónia que vai decorrer em Faro.

O Grupo Lena vendeu as suas participações no jornal Diário As Beiras, de Coimbra, no semanário Grande Porto e no semanário O Algarve, anunciou na segunda-feira o grupo, que detém o diário i.

A redução na presença na comunicação faz parte de um plano de "reestruturação e saída de áreas de negócio que [o grupo] considera não estratégicas".

A Lena Comunicação é a subholding do Grupo Lena para o sector da comunicação e antes destas vendas era constituída por 11 jornais regionais, duas rádios regionais, uma editora, uma televisão on-line e um jornal nacional.

Lusa
Pub