Pub

Em declarações à Lusa, o director executivo da ATA, Daniel Queirós, recordou que em 2010 a ATA teve um orçamento na ordem 6 milhões e 300 mil euros para promoção turística do Algarve no exterior e que para o binénio 2011-2013 o valor se estima superior “conforme as intenções até ao momento”.

O dinheiro para a promoção do Turismo do Algarve no exterior é fruto de uma engenharia financeira publico-privada, ou seja por cada euro oriundo do setor privado, a parte pública regional acrescenta outro euro e por cada dois euros regionais, o Turismo de Portugal adiciona quatro euros, explicou.

A Entidade Regional do Turismo do Algarve (ERTA) informa ainda que os representantes da Assembleia Geral da ATA são aa Lusotor – Empreendimentos Imobiliários Turísticos, e o Parque Oceanográfico Zoomarine também fazem parte da Assembleia Geral.

O presidente do Turismo do Algarve, Nuno Aires, e a vice-presidente, Helena Mak, mantêm-se também na direção da ATA, como presidente e vice-presidente, respetivamente.

A Associação dos Industriais Hoteleiros e Similares do Algarve Hoteleira (AIHSA) e Associação dos Hoteleiros e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), a Associação Algarve Congressos e Incentivos, Associação das Agências de Viagens e Turismo e o Algarve Golfe do Sul também fazem parte da direção da ATA.

No Conselho fiscal da ATA foi eleito como presidente a Sociedade de Investimentos Hoteleiros. O Grupo pestana Pousadas SA e a Visacar, são os vice-presidente e vogal, respetivamente, do Conselho Fiscal da ATA.

Lusa

Pub