Pub

© Samuel Mendonça
Foto © Samuel Mendonça

A associação “Leigos para o Desenvolvimento” criou um núcleo em Portimão que permite aos jovens algarvios interessados fazer a formação daquela ONGD (Organização Não-Governamental para o Desenvolvimento) católica ligada aos jesuítas, sem terem de se deslocar a Lisboa.

A organização, com 28 anos de vida, vocacionada para missões de longa duração (de um ano ou mais), irá realizar a primeira reunião de formação já no próximo dia 11 deste mês, pelas 21h, no Centro Social Paroquial de Nossa Senhora do Amparo.

Esta reunião é, concretamente, dirigida a voluntários (dos 21 aos 40 anos) que pretendam fazer uma experiência de missão durante um ano.

Aquela instituição, que tem vindo ao Algarve nos últimos anos dar-se a conhecer, trabalha em colaboração com os governos locais e tem o apoio de benfeitores (pessoas que financiam bolsas para os missionários) e de financiadores como o Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento, a Fundação Calouste Gulbenkian ou o Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural para determinados projetos.

Atualmente os Leigos para o Desenvolvimento têm projetos de desenvolvimento em Angola, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe. Atuam preferencialmente na área da educação formal e não formal, na dinamização e organização comunitária, formação, empreendedorismo e empregabilidade, capacitação de agentes locais, promoção do voluntariado e pastoral.

A atuação da organização é feita através de jovens voluntários que permanecem no terreno, privilegiando a relação, o conhecimento local e a simplicidade de meios, sendo assim criada a possibilidade do autodesenvolvimento das comunidades.

Pub