Pub

As catequeses e as atividades dos agrupamentos do Corpo Nacional de Escutas (CNE) nas paróquias da cidade de Portimão e em Alvor estão suspensas por um período de pelo menos 15 dias devido aos casos de Covid-19 conhecidos nos últimos dias no concelho.

O Gabinete de Informação da Diocese do Algarve (GIDAlg) explica que a Igreja algarvia, “seguindo as indicações da Autoridade de Saúde competente para a prevenção e combate à propagação do Coronavírus”, “definiu algumas indicações que foram enviadas às paróquias” de Portimão, “de forma a que as mesmas possam tomar decisões de modo a proteger sobretudo as crianças, adolescentes e jovens”.

O GIDAlg informa ainda haver “outras paróquias que estão a equacionar que medidas deverão tomar” e adianta que “os dias da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (ERMC), que estavam previstos acontecer no Parque de Marim (Olhão) nos dias 24 (1º Ciclo) e dia 25 (2º e 3º ciclos) também foram cancelados”, numa decisão tomada em conjunto com a Câmara de Olhão.

A diocese não descarta ainda a possibilidade de assumir medidas complementares, garantindo estar a acompanhar “atentamente esta questão”, “sempre disponível para agir em consonância com o que for definido pelas Autoridades de Saúde, assumindo todas as decisões que sejam consideradas oportunas, no sentido de conter e combater a propagação da infeção causada por este vírus”.

No domingo, uma aluna da Escola Manuel Teixeira Gomes, em Portimão, e ontem a sua mãe, professora na Escola Básica Professor José Buisel da mesma cidade, foram diagnosticadas com coronavírus depois de terem estado em Itália na semana de interrupção do Carnaval, tendo ambas regressado às respetivas escolas em 27 de fevereiro e sido diariamente acompanhadas pela equipa do SNS24.

Após terem sido conhecidos estes que foram os primeiros casos da doença no Algarve, a delegada de saúde pública de Portimão apelou às pessoas que estiveram em contacto com a aluna do ensino secundário infetada que adotassem medidas de “distanciamento social” para evitar a propagação do vírus.

Ontem, a Câmara de Portimão anunciou o encerramento preventivo dos equipamentos culturais e desportivos sob a sua gestão até 31 de março, por indicação da delegada de saúde pública.

Pub