Pub

As circunstâncias em que ocorreu o atropelamento ainda estão por apurar mas, segundo fonte policial, o filho da vítima revelou que o pai sofria de problemas de surdez e que por isso não se terá apercebido da aproximação do comboio.

Segundo a mesma fonte o maquinista do comboio regional terá apitado por diversas vezes ao aperceber-se de que o homem estava prestes a atravessar a linha mas não conseguiu evitar o acidente.

A circulação na Linha do Algarve esteve interrompida durante duas horas.

No local estiveram cinco veículos com dez operacionais do INEM, PSP, Bombeiros de Portimão e da REFER.

Lusa

Pub