Pub

À margem de uma conferência de imprensa a propósito da 29ª Concentração Internacional de Motos, em Faro, Macário Correia afirmou que agora já há “condições para criar emprego na região”.

“A partir de agora há condições para criar cerca de 3 000 postos de trabalho e dar trabalho as empresa da região ao longo dos dois ou três anos de obras nos 150 quilómetros na EN125”, afirmou.

Para Macário Correia , se houver uma EN-125 requalificada “torna-se mais fácil haver uma alternativa à Via do Infante (A22)”.

O autarca de Faro afirma que, depois da requalificação da EN-125, o assunto das portagens na A22 pode ser “reavaliado” e não exclui a hipótese de haver portagens.

No entanto, Macário Correia, reitera que, no Algarve, “de momento, não há condições para a introdução de portagens”.

O Tribunal de Contas atribuiu visto prévio aos contratos das concessões rodoviárias Algarve Litoral e Baixo Alentejo, que foram reformulados depois de em novembro terem sido chumbados pela mesma instituição.

Lusa

Pub