Pub

Os autarcas do Algarve lamentaram hoje a morte “inesperada” do presidente da Câmara de Albufeira e o desaparecimento de um colega “competente, afável e amigo”, numa mensagem de pesar do presidente da Comunidade Intermunicipal da região, Jorge Botelho.

O presidente da associação de municípios do Algarve (AMAL), que acumula o cargo com a presidência da Câmara de Tavira, reagiu à morte de Carlos Silva e Sousa, aos 60 anos, vítima de doença súbita, e lamentou “profundamente” o seu desaparecimento, transmitindo também os seus “sentimentos” e “pesar” à família, amigos e munícipes do concelho algarvio pela morte do ente querido e seu autarca.

“O Carlos era uma pessoa competente, afável, disponível, amigo e um grande político. E o seu desaparecimento de uma forma tão inesperada, depois de tantos contactos que tivemos, de tantas lutas que tivemos e das posições em nome do Algarve que formos tomando e da defesa das populações que fomos fazendo. É para nós uma dor e um lamento enorme e uma profunda tristeza”, afirmou Jorge Botelho.

O presidente da AMAL pediu, no entanto, para “lembrar a sua vida e, acima de tudo, lembrar a sua pessoa e da sua grande alegria, simpatia e afabilidade” e “memória do Carlos”.

Previamente, também o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e o secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, tinham manifestado o seu pesar pela morte do autarca, num comunicado que dava conta do cancelamento da cerimónia de abertura do Corta-Mato Nacional Escolar de 2018.

A cerimónia devia ser organizada em parceria com a Câmara Municipal de Albufeira e estava prevista para as 19:15, no Palácio dos Congressos da Herdade dos Salgados, em Albufeira, mas os governantes optaram por não realizar a iniciativa e apresentaram “sentidas condolências aos familiares e aos munícipes de Albufeira”.

“A prova do Corta-Mato Nacional Escolar de 2018 terá início, amanhã [sábado], dia 24, no Circuito das Açoteias, em Albufeira, pelas 09:30, cumprindo-se um minuto de silêncio e homenagem”, lê-se na nota de pesar.

Carlos Silva e Sousa presidia à Câmara algarvia, desde 2013, tendo antes sido presidente da Assembleia Municipal de Albufeira durante três mandatos.

Em outubro passado, o autarca social-democrata foi reeleito para presidir à Câmara de Albufeira.

O funeral está marcado para sábado, a partir das 14:00. O corpo está em câmara ardente na igreja de Sant’Ana, “a partir do final da tarde de hoje” e “amanhã [sábado], o cortejo fúnebre sairá às 14:00 da referida igreja em direção à igreja matriz de Albufeira, onde às 14:30 terá início a missa” exequial, anunciou o município.

Pub