Pub

As autoridades policiais detiveram esta semana dois homens por suspeitas de tráfico de droga, no Algarve, um deles numa operação realizada em Portimão e o outro numa realizada em Faro, anunciou hoje o Comando Distrital da PSP.

A operação realizada em Portimão levou à detenção de um homem, de 38 anos, que já tinha sido detido em dezembro pela mesma suspeita e estava sujeito a apresentações diárias e proibição de contacto com pessoas conotadas com o tráfico e consumo de estupefacientes, revelou a PSP num comunicado.

A mesma fonte também adiantou que o homem detido em Faro, com 25 anos, “cumprira anteriormente pena de prisão efetiva por crimes violentos e graves”, mas estava “já em liberdade”, e também fora “detido recentemente por este mesmo ilícito criminal – tráfico de estupefacientes”.

A PSP referiu que, em Portimão, os agentes conseguiram “apurar que o suspeito não havia cessado a sua atividade criminosa, pese embora as obrigações a que estava sujeito” pelo tribunal, fruto das medidas de coação aplicadas após a anterior detenção.

“Assim, foi montado um dispositivo policial que permitiu a detenção do suspeito, novamente em flagrante delito, quando procedia a venda de cocaína”, contou a PSP sobre a detenção de Portimão.

O Comando Distrital de Faro da PSP quantificou o material apreendido durante as diligências realizadas com este detido em “160 doses de heroína, 83 doses de cocaína, 17 doses de haxixe, 9,6 gramas de liamba, uma balança de precisão e diversos artigos destinados ao acondicionamento de produto estupefaciente”.

A mesma fonte salientou que, após ser submetido a novo interrogatório judicial, desta vez foi-lhe decretada “a medida de coação mais gravosa, a prisão preventiva”.

Em Faro, a PSP recebeu informações de que o suspeito tinha “regressado” ao tráfico de droga e os agentes abordaram-no na rua, “sem resistência”, encontrando na sua posse “produto estupefaciente, nomeadamente haxixe”.

A busca domiciliária realizada posteriormente levou à “apreensão de um total de cerca de 240 doses individuais” de haxixe, assim como de “duas facas e um bastão de basebol em alumínio”, precisou a PSP, sublinhando que o detido seria hoje presente em tribunal e conheceria as eventuais medidas de coação aplicadas.

Pub