Pub

Em declarações à Lusa, o comandante da capitania de Vila Real de Santo António explicou que se nota "uma aumento da corrente no rio Guadiana" e uma subida das águas em Alcoutim e em Mértola (Alentejo), mas sem consequências de momento.

"Temos estado a monotorizar as embarcações fundeadas em Via Real de Santo António, pois num cenário de marés vivas, descargas da barragem do Alqueva e se vierem chuvas podem vir a andar à garra" (desprender-se da âncora), referiu o comandante Sameiro Matias.

Pub