Pub

O bispo do Algarve referiu-se ontem ao levantamento da suspensão das celebrações comunitárias das eucaristias devido à pandemia do Covid-19.

“Vamos ter a alegria de nos encontrar presencialmente para a celebração da eucaristia no fim deste mês de maio, precisamente na solenidade de Pentecostes, conhecida anualmente como o dia da nossa Igreja Diocesana”, afirmou na eucaristia a que presidiu na capela do Seminário de São José de Faro, a oitava a ser transmitida em direto na internet e sem a presença de fiéis, referindo-se ao próximo dia 30 deste mês.

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) anunciou no sábado o regresso das missas comunitárias a 30 de maio, face à retomada gradual das celebrações prevista pelo Governo, após o final do estado de emergência.

A suspensão das celebrações comunitárias da missa foi determinada pela CEP, a 13 de março, antes da proclamação do estado de emergência por parte das autoridades nacionais.

“Vai ser para nós um dia de alegria, de festa, de podermos partilhar juntos a alegria de sermos irmãos e pertencermos à mesma família. Sei que não vai ser fácil organizarmo-nos, atendendo às contingências que estamos a viver e das quais não podemos prescindir, nem queremos facilitar”, afirmou D. Manuel Quintas, certo de que com a “colaboração e participação” dos diocesanos será possível.

“Os vossos párocos vão informar-vos e as nossas paróquias vão organizar-se de maneira a que possais participar na eucaristia no sábado ou no domingo ou, não podendo ser possível nesse primeiro fim-de-semana, nalgum dia da semana”, adiantou.

Pub