Pub

Ontem de manhã, nas eucaristias de encerramento da visita às paróquias de Conceição de Tavira, Cacela e à comunidade de Altura (pertencente à paróquia de Castro Marim), que teve início no passado dia 21 de outubro, D. Manuel Quintas regozijou-se, sobretudo, com a existência de grupos de reflexão cristã que têm proporcionado o aprofundamento da fé dos paroquianos daquelas comunidades. “Foi bom verificar o caminho que iniciastes com a tomada de posse do padre Agostinho”, afirmou o prelado, lembrando a chegada do pároco há dois anos a Cacela e há um ano à Conceição de Tavira. “Exorto a que continueis a corresponder aos apelos do vosso pároco para continuardes a ser uma comunidade viva na fé”, pediu D. Manuel Quintas, considerando que os grupos de reflexão cristã “já começaram a dar frutos”.

O bispo do Algarve aludiu à importância da formação na fé, lembrando que esta é um dos objetivos do Ano da Fé (proclamado pelo Papa até novembro de 2013) e uma das propostas da Diocese do Algarve no âmbito do seu Programa Pastoral deste ano, e alertou para as situações da vida que “abafam” a fé. “Quando a fé é forte, não há nada que a detenha”, evidenciou.

D. Manuel Quintas alertou ainda para as “situações da vida” que “abafam” a fé e desafiou ao encontro com Cristo. “Que a revitalização da fé vos leve a descobrir a pessoa de Jesus Cristo”, desejou.

O bispo diocesano, que agradeceu o acolhimento, destacou ainda aquelas paróquias como “comunidades vivas na fé, no anúncio, na partilha e testemunho missionário”. “Notei redobrado interesse, mesmo pelas crianças”, afirmou D. Manuel Quintas, exortando à construção de uma “comunidade humana onde todos têm lugar”.

Nos boletins paroquiais daquelas paróquias, D. Manuel Quintas escreveu uma mensagem de balanço da visita. “Senti-me, verdadeiramente, em família”, escreveu o prelado. “A visita pastoral é sempre um tempo de graça e de dom para mim, como bispo, por me permitir, realizar de modo mais próximo a minha missão de anunciar o Evangelho de Cristo, de confirmar na fé viva, de dinamizar a ação pastoral aos mais diversos níveis: catequético, missionário, litúrgico, caritativo, social, familiar…”, complementou o bispo do Algarve.

Nas eucaristias de encerramento, o padre Agostinho Pinto agradeceu a visita e disse ter sido “gratificante” a presença do prelado que ao longo da última semana se encontrou com os pais e crianças da catequese e catequistas, com os crismandos (pessoas em preparação para receber o sacramento do Crisma), com os conselhos de pastoral e assuntos económicos, com os ministros extraordinários da comunhão, com os agentes da animação litúrgica, de limpeza e ornamentação das igrejas, da ação sóciocaritativa, com os grupos corais, com as comissões de festas, com as comissões dos centros paroquiais e com grupos de reflexão. O prelado visitou ainda escolas, lares de idosos e doentes.

Esta foi a primeira das seis visitas pastorais que D. Manuel Quintas fará neste ano de 2012-2013. Ao longo do presente ano pastoral o bispo do visitará ainda as paróquias de Tavira, de 4 a 11 de novembro; de Santa Luzia, Luz de Tavira e Santo Estêvão, de 9 a 16 de dezembro; de Monte Gordo, Vila Real de Santo António, Castro Marim, Azinhal e Odeleite, de 27 de janeiro a 10 de fevereiro; de Alcoutim, Pereiro e Guiões, de 3 a 10 de março; e Martim Longo, Vaqueiros e Cachopo, de 28 de abril a 5 de Maio.

Samuel Mendonça
Pub