Pub

D. Manuel Quintas falava ontem na celebração das exéquias do padre Arsénio da Silva, lembrando que este é já o quinto sacerdote que a Diocese do Algarve perde desde 28 de dezembro passado.

O prelado reforçou o pedido, já tantas vezes apresentado aos algarvios, de que continuem a rezar pelas vocações consagradas na Igreja, tanto no sacerdócio, como na vida religiosa ou nos institutos seculares. “Não esmoreçamos de pedir ao Senhor da messe que mande operários – sacerdotes, consagrados, missionários – para a sua Igreja. Penso que a crise não é de chamamento. A crise é de resposta. Ele chama, talvez nós, é que não estejamos sintonizados com Ele para ouvir os seus apelos. Mas não desistamos de rezar porque foi Ele que disse: «pedi ao Senhor da messe…»”, afirmou D. Manuel Quintas.

Samuel Mendonça
Pub