Pub

Na celebração, diante da igreja da Misericórdia, a que se seguiu a procissão até à Sé de Faro, onde decorreu a Eucaristia do domingo de Ramos, D. Manuel Quintas evidenciou que “a sua realeza define-se pelo serviço e entrega da sua vida”. Jesus é “aquele que vem inaugurar um reino diferente, de paz, justiça, amor e verdade”, complementou o prelado, acrescentando que, “quando somos construtores de paz, justiça, amor, perdão e concórdia, Jesus continua a reinar, através de nós, no mundo de hoje”.

D. Manuel Quintas explicou ainda que o sentido daquele cortejo é reviver o episódio protagonizado por aqueles que reconheceram Jesus como o Messias, o “bendito que vem em nome do Senhor”.

Já na catedral de Faro, o bispo diocesano apoiou a sua intervenção no recém-editado segundo volume da trilogia sobre «Jesus de Nazaré» do Papa Bento XVI. O bispo diocesano voltou a destacar aquela publicação na vivência da Semana Santa que agora se iniciou. “É uma preciosa ajuda para, como Igreja diocesana, seguindo o percurso que o Papa nos propõe, vivermos de maneira mais intensa e plena os mistérios que celebramos nesta semana”, disse.

Samuel Mendonça

Pub