Pub

Jdj_2015 (222).JPG
© Samuel Mendonça

Na eucaristia de encerramento da Jornada Diocesana da Juventude (JDJ) em Vila Real de Santo António, no passado sábado, o bispo do Algarve destacou o exemplo do padre José Nabais Pereira, falecido na última sexta-feira, evidenciando que a Igreja do Algarve precisa de vocações à vida consagrada.

D. Manuel Quintas, que também destacou a importância da vocação para a família como “opção e realização pessoal”, referiu-se, sobretudo, ao chamamento à vida consagrada e ao sacerdócio. “A nossa Igreja precisa de vós como jovens entusiastas de Cristo e da sua fé, mas precisa de vós também como consagrados no sacerdócio ou na vida missionária. Não penseis que isto é do passado. É destes dias! Gostava que esta jornada da juventude, celebrada no momento em que Deus chamou um dos nossos padres, constituísse um apelo muito grande a deixardes que esta interpelação, que Cristo certamente põe no vosso coração, não caísse em «saco roto»”, afirmou o prelado, aconselhando os jovens a pedir ajuda se tiverem dúvidas no discernimento vocacional.

“Era tão bom que, neste dia, alguém dissesse: «Senhor, eu quero substituir o padre que hoje faleceu da Diocese do Algarve». Que bom se daqui a alguns anos pudéssemos ter, não apenas um, mas um grupo de padres, cuja semente da vocação Deus semeou hoje no seu coração”, acrescentou o bispo diocesano.

Pub