Breves
Inicio | Igreja | Bispo do Algarve diz que Pastoral Vocacional deve ser prioritária na ação da diocese

Bispo do Algarve diz que Pastoral Vocacional deve ser prioritária na ação da diocese

Missa_crismal_2015 (32).JPG
© Samuel Mendonça

O bispo do Algarve disse esta manhã que o empenho com a promoção das vocações ao sacerdócio e à vida consagrada deve ser “prioritário” na ação pastoral da diocese e pediu às paróquias algarvias que apresentem propostas vocacionais “explícitas e dirigidas a pessoas concretas que apontem para Cristo”.

“Não fiquemos simplesmente à espera que os vocacionados venham ter connosco”, pediu D. Manuel Quintas na Missa Crismal a que presidiu na Sé de Faro.

“Não esmoreçamos no empenho pessoal da promoção das vocações ao sacerdócio e à vida de especial consagração, empenho que consideramos prioritário em toda a nossa ação pastoral, empenho que deve estar presente no coração de cada um, na oração de cada comunidade cristã e, de modo particular, na ação pastoral de vós, caros padres e diáconos, catequistas e responsáveis diocesanos de grupos de jovens”, afirmou.

O prelado pediu ainda que ninguém considere este apelo “facultativo ou opcional”. “Não delegueis sem mais, naqueles que têm esse encargo a nível diocesano, este dever que é de todos”, apelou, acrescentando que essas propostas deverão ser acompanhadas pelo “testemunho contagiante duma vida alegre, toda entregue a Cristo e aos outros”.

O bispo do Algarve acrescentou que “rezar e comprometer-se na Pastoral Vocacional significa, por isso mesmo, construir comunidades eclesiais mais entusiastas, mais alegres e vivas, menos tímidas e mais arrojadas, mais otimistas e portadoras de esperança”. “Continua a ser a hora de chamar com a audácia dos verdadeiros apóstolos”, alertou.

Dirigindo-se diretamente aos jovens, apresentou-lhes a proposta. “Não vos considereis, sem mais, excluídos ou não merecedores do chamamento do Senhor a entregardes toda a vossa vida ao serviço do seu povo. Manifestai-lhe a vossa disponibilidade. Dizei-lhe com o coração aberto e disponível: «Eis-me aqui Senhor, podeis chamar-me e enviar-me». Garanto-vos que ele nunca vos faltará com a sua presença e a sua alegria, com o seu amor e a força do Espírito que suprirá as vossas fragilidades e os vossos medos. Não deixeis Cristo sem resposta. Ele precisa de vós”, afirmou.

Interpelando concretamente os jovens acólitos, que hoje celebraram o seu Dia Diocesano, pediu-lhes outro serviço. “A nossa Igreja diocesana precisa que a sirvais de outro modo. Ainda que o «mar» da vossa vida possa estar agitado e revolto, no convite de Cristo encontrareis a coragem necessária para deixar a segurança do «porto» e fazer-vos ao largo, certos de que ele nos acompanha e estará connosco até ao fim dos tempos”, afirmou.

Já no passado sábado, o bispo do Algarve tinha dirigido um forte apelo vocacional aos jovens no contexto da Jornada Diocesana da Juventude.

Verifique também

Há 60 anos falecia em acidente de viação o padre José Gomes da Encarnação

Cumprem-se hoje 60 anos da trágica morte do padre José Gomes da Encarnação, antigo administrador …