Pub

O bispo do Algarve iniciará no próximo domingo, 8 de março, a terceira e última visita pastoral deste ano 2019/2020.

D. Manuel Quintas visitará as paróquias de Loulé – São Clemente e São Sebastião – até ao dia 22 deste mês.

A visita terá início no domingo com a celebração das eucaristias, pelas 10h, na igreja de São Francisco, e pelas 12h em Vale Judeu, seguida de encontro com a comunidade.

Na segunda-feira, 9 de março, será interrompida por ser dia de recoleção quaresmal do clero da Diocese do Algarve, na Casa de Retiros de São Lourenço do Palmeiral.

A iniciativa é retomada na terça-feira e, ao longo da semana, o bispo diocesano visitará doentes, a Santa Casa da Misericórdia, as escolas Padre João Coelho Cabanita e Professor Manuel Alves, a Câmara Municipal de Loulé e as Juntas de Freguesia de São Clemente e de São Sebastião, os Bombeiros Voluntários de Loulé, a GNR, a Casa da Primeira Infância, a Associação Existir, a Unir – Associação dos Doentes Mentais, Famílias e Amigos do Algarve e a Associação Esperança e Paz.

D. Manuel Quintas encontrar-se-á também com o Conselho Pastoral e Económico das paróquias, com a comunidade religiosa das irmãs doroteias, com a catequese, com os jovens e o grupo de preparação para o crisma, com as Equipas de Nossa Senhora, Centro de Preparação para o Matrimónio e casais da pastoral familiar, com membros dos coros, leitores, acólitos, elementos da limpeza e decoração das igrejas, ministros extraordinários da comunhão e da celebração da palavra, com os membros da LIAM – Liga Intensificadora da Ação Missionária, com elementos do Renovamento Carismático Católico, da Ordem Franciscana Secular e da pastoral sociocaritativa e com os escuteiros.

A visita contemplará ainda encontros com as comunidades de Monte Seco, Boa-Hora, Goncinha e Momprolé.

Ao longo deste ano pastoral de 2019/2020, D. Manuel Quintas já visitou as paróquias de Aljezur (incluindo a comunidade do Rogil), Bordeira (incluindo a comunidade da Carrapateira) e Odeceixe, de 23 de novembro a 1 de dezembro, e as paróquias de Faro – Sé, São Pedro, São Luís – e a do Montenegro nos arredores da cidade, de 8 a 23 de fevereiro.

O Código de Direito Canónico estabelece que os bispos têm a obrigação de visitar toda a diocese ao menos a cada cinco anos, podendo, em caso de necessidade, delegar essa tarefa no prelado coadjutor ou auxiliar, ou ainda num padre.

Pub