Pub

envio_professores_emrc_2013-2
© Samuel Mendonça

Dezanove dos 39 professores que lecionam a disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) no Algarve neste ano letivo de 2013/2014 realizaram o compromisso de fidelidade à sua missão, sendo depois enviados com uma bênção pelo bispo do Algarve.

O envio dos docentes decorreu no passado sábado de manhã, no decurso da eucaristia que encerrou o encontro que teve lugar no Seminário de São José, em Faro, promovido pelo Secretariado da Pastoral Escolar da Diocese do Algarve e no qual participaram 23 professores.

D. Manuel Quintas lembrou na sua homilia que “é missão do professor de EMRC privilegiar a missão da Igreja de anunciar a pessoa de Cristo” que, por isso, os professores são também “enviados a anunciar o evangelho”. “Sois enviados a partir da vossa condição de discípulos de Cristo, sois chamados a realizar a vossa vocação batismal como missionários, como alguém que leva Cristo, neste caso, às escolas”, sustentou.

Citando a Nota Pastoral da Comissão Episcopal da Educação Cristã e Doutrina da Fé para a Semana Nacional da Educação Cristã, que este ano se celebrou de 29 de setembro a 6 deste mês, o prelado lembrou que “os educadores da fé devem ter o cuidado de transmitir a mensagem de modo que ela seja um ensinamento para a vida”. “Se há disciplina que tem a ver, particularmente, com a vida é a de EMRC”, frisou.

No encontro que precedeu a celebração, Edite Azinheira, diretora do Secretariado Diocesano da Pastoral Escolar (SDPE), informou que houve mais escolas a pedir professor para lecionar a disciplina no primeiro ciclo. “Seria bom que este ano já conseguíssemos apurar, pela primeira vez, o número de alunos de EMRC do primeiro ciclo aqui no Algarve”, desejou, apelando à colaboração dos docentes na resposta a um inquérito estatístico.

Luís Perpétuo Martins, membro também do SDPE, advertiu para que a sensibilização para a inscrição na disciplina “não seja uma mera distribuição dos materiais ou afixar dos cartazes” e apelou ao envolvimento dos professores de EMRC com os diretores de turma e com as associações de pais.

Também D. Manuel Quintas lembrou que os professores são os primeiros responsáveis pela sensibilização para a disciplina que considerou estar a “crescer um bocadinho” e disponibilizou-se para colaborar nesse trabalho que disse ser preciso continuar. “Quem faz a sensibilização no dia a dia sois vós junto daqueles que já frequentam esta disciplina, junto dos vossos colegas professores. Penso que era preciso acabar ou diluir o mais possível alguma aversão que há em relação a esta disciplina”, afirmou, considerando que o facto de EMRC ser de frequência facultativa, “secundariza-a um pouco”.

Luís Martins, que exortou à partilha de informações no blogue da disciplina no Algarve, enumerou ainda as atividades agendadas para este ano 2013/2014. Para além das reuniões de zona – cuja única que está já marcada é a de Faro, no dia 18 de novembro, pelas 21h no Seminário de Faro –, do programa consta ainda o Fórum de EMRC, nos dias 25 e 26 de janeiro, em Fátima; uma ação de formação para professores do primeiro ciclo, no dia 8 de fevereiro, em local a designar; a Semana Nacional de EMRC, de 31 de março a 4 de abril; o Dia de EMRC, que este ano será realizado no dia 3 de abril, em local a designar, para alunos do 5º ao 12º anos de escolaridade; o Encontro Nacional de EMRC do ensino secundário, nos dias 23 e 24 de abril, em Braga; o Encontro Inter-escolas do 1º ciclo de EMRC, no dia 23 maio, em Fátima; e a reunião geral de professores, no dia 24 de Maio, no Seminário de Faro.

No encontro foi ainda feita a apresentação das metas curriculares e do programa da disciplina e sugerida a criação de um site institucional para o SDPE.

No Algarve, do 5º ao 12º ano de escolaridade, há 7.804 estudantes inscritos na disciplina de EMRC, segundo informação do SDPE.

No presente ano letivo, falta apenas colocar um docente nas escolas algarvias, concretamente na escola eb 2.3 D. Dinis, em Quarteira, o que deverá acontecer nos próximos dias.

Pub