Inicio | Igreja | Bispo do Algarve enviou voluntários para Moçambique no Dia Mundial das Missões

Bispo do Algarve enviou voluntários para Moçambique no Dia Mundial das Missões

Envio_missionarios_2016 (4)
Foto © Samuel Mendonça

No passado dia 23 deste mês, em que a Igreja celebrou o Dia Mundial das Missões, o bispo do Algarve enviou três voluntários em missão para Moçambique.

Andreia Barracha, Elisabete Matos e Hélio Boto irão, no início de 2017, trabalhar na missão das irmãs Franciscanas Missionárias de Maria na cidade da Beira. Os missionários estão ligados ao projeto de cooperação e desenvolvimento Boluka Kua Zua (expressão de um dialeto moçambicano que em português significa nascer do sol), constituído em 2010 por missionários do Algarve com o suporte das irmãs daquela congregação.

Os voluntários irão trabalhar concretamente no Centro Nutricional Maria da Paixão, no Bairro da Manga, que conta já com um Centro de Moagem construído no âmbito do Boluka Kua Zua. O centro nutricional providencia não só a alimentação, mas também a educação e a formação para a saúde a mães e a crianças dos sete meses aos cinco anos, algumas órfãs de ambos os pais e doentes de HIV/SIDA, malária ou tuberculose.

Envio_missionarios_2016 (6)
Foto © Samuel Mendonça

Na eucaristia, a que presidiu na igreja matriz de Lagoa, no decurso da qual procedeu à bênção e ao envio dos missionários, o bispo do Algarve lembrou que “ser missionário é vocação de todos e não apenas de alguns”. “É vocação a partir do batismo. É algo pessoal e indelegável. A partir do batismo, todos nós somos chamados a testemunhar a nossa fé e a anunciar a pessoa de Cristo e os valores do evangelho que nos deixou”, recordou D. Manuel Quintas.

“Certamente que este envio que vamos fazer ajuda a despertar ainda mais em nós esta vocação missionária que é de toda a Igreja, mas é de cada um em particular”, prosseguiu, acrescentando que a ação dos voluntários incide, sobretudo, na “promoção humana e social”. “O seu serviço, presença, disposição e disponibilidade tem uma acção direta, sobretudo, a esse nível”, completou.

Na eucaristia, em que também administrou o sacramento do Crisma a 10 jovens, o prelado destacou aquele envio como forma de ajudar a “entender melhor a ação do Espírito Santo na Igreja” e em cada um, lembrando que “foi através do Espírito que os apóstolos partiram a anunciar o evangelho”.

Envio_missionarios_2016 (13)
Foto © Samuel Mendonça

Aos três missionários, o bispo do Algarve entregou ainda três pequenas cruzes de madeira que também foram benzidas e uma edição do presente Jubileu da Misericórdia do evangelho do evangelista do ano, São Lucas.

Verifique também

Jovens algarvios já preparam a participação no Encontro Europeu de Taizé na Polónia

Os jovens algarvios já começaram a preparar a participação no Encontro Europeu de Jovens de …

Folha do Domingo

GRÁTIS
BAIXAR