Pub

D. Manuel Quintas falava na eucaristia da solenidade do Imaculado Coração de Maria, que a Igreja Católica celebrou no passado sábado.

O prelado desafiou os cristãos a “assimilar a palavra [de Deus] e a deixar que ela se transforme em vida como aconteceu com Maria”. “É pelo coração da Mãe que somos conduzidos a Jesus que nos revela, num coração humano, a grandeza e intensidade do amor com que o pai nos amou”, acrescentou, exortando os presentes na igreja da nova paróquia de Altura a acolher Nossa Senhora como “modelo de fé”.

Citando o Concílio Vaticano II, D. Manuel Quintas lembrou que “a verdadeira devoção a Nossa Senhora não consiste numa emoção estéril e passageira, mas nasce da fé que nos faz conhecer a grandeza da Mãe de Deus e nos incita a amar filialmente a nossa Mãe e a imitar as suas virtudes”. “Quando pensamos e invocamos Nossa Senhora como nossa Mãe, isto não pode ser apenas algo que nos descompromete. Tem de ser algo que nos põe a caminhar como ela, ao encontro de Cristo”, sustentou.

Samuel Mendonça

Pub