Pub

D. Manuel Quintas lançou ainda, na oração da manhã que precedeu a abertura do encontro, um forte apelo à “unidade e comunhão”. “Não somos solistas. Somos um grupo coral, uma comunidade. Só em comunhão e unidos é que podemos dar fruto”, afirmou, considerando “importante que esta dimensão esteja presente em toda a ação pastoral a nível diocesano e das comunidades paroquiais”.

O bispo diocesano lembrou que quem “agir sozinho na Igreja está condenado, à partida, ao insucesso e à esterilidade”.

O Prelado pediu ainda que toda a ação pastoral seja centrada em Cristo. “Gostaria que este dia pudesse alicerçar-nos sempre mais nesta realidade e verdade. Queremos iniciar unidos e juntos para sermos comunidades vivas e missionárias e para nos ajudarmos mutuamente a assumirmos esta verdade”, complementou.

Samuel Mendonça

Pub