Breves
Inicio | Igreja | Bispo do Algarve lembra importância da formação e dos acontecimentos que inspiram o novo ano pastoral

Bispo do Algarve lembra importância da formação e dos acontecimentos que inspiram o novo ano pastoral

Foto © Samuel Mendonça
Foto © Samuel Mendonça

O bispo do Algarve alertou os católicos algarvios que “a exigência da formação cristã continua” neste novo ano pastoral de 2015/2016.

“Precisamos de nos formar mais”, considerou D. Manuel Quintas na Assembleia Diocesana do passado sábado que decorreu em Quarteira, no salão da igreja de São Pedro do Mar, com a participação de cerca de 350 representantes das paróquias, dos serviços e movimentos da diocese algarvia para apresentação e lançamento do Programa Pastoral de 2015/2016,  sob o lema “Chamados à Vida: Em Cristo, a plenitude da vida (Jo 10, 10)”.

Foto © Samuel Mendonça
Foto © Samuel Mendonça

O prelado aludiu ao facto de a formação ser uma necessidade permanente, exortando ao “aprofundamento da fé de uma maneira mais profunda em relação àquilo que têm sido as catequeses para adultos”, particularmente através do anunciado Curso Básico de Teologia para agentes de pastoral. Neste sentido, D. Manuel Quintas explicou que também será concluída a análise da exortação apostólica ‘Evangelii Gaudium’ (A Alegria do Evangelho) do Papa Francisco.

O bispo diocesano destacou a importância das propostas ao nível do “aprofundamento da Palavra de Deus”. “Pôr de lado a Palavra de Deus, é pôr em perigo a nossa vida. Prescindir da Palavra de Deus, é começar a viver uma fé que pode cair facilmente em superstições porque a palavra purifica e fortalece a fé”, advertiu.

O bispo do Algarve pediu aos presbíteros que deem prioridade, sobretudo, ao “ser padre” e apelou à colaboração dos restantes membros das paróquias. “Sabemos como a revitalização das comunidades cristãs da diocese passa pelo envolvimento de todos”, afirmou, sublinhando a necessidade de “alargar, cada vez mais, o número daqueles que se empenham nas comunidades cristãs”. “É muito importante que muitos façam pouco e não o contrário”, alertou.

D. Manuel Quintas referiu-se aos acontecimentos que inspiram o Programa Pastoral. “Ao longo deste ano temos a felicidade de ser ajudados por muitos elementos inspiradores na nossa ação pastoral. Ajudam-nos a reforçar a nossa fé e a capacitar-nos para a testemunhar, anunciar e celebrar”, afirmou.

O prelado salientou igualmente a importância da celebração do Jubileu da Misericórdia e referiu-se à visita da imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima. “A imagem peregrina vem como Mãe da misericórdia, quer envolver todos e quer que todos se abram a esta dimensão”, afirmou, considerando esta iniciativa uma “oportunidade para revigorar a fé” e explicando que “ainda não está totalmente definido o calendário” da visita. Neste sentido, exortou a que as paróquias, fora das cidades, se disponibilizem para receber a imagem.

Assembleia_diocesana_2015 (7)“Estamos gratos pelas comunidades de consagrados que estão na nossa diocese e que a servem com tanta dedicação e desvelo”, afirmou, lembrando que continua a celebração do Ano da Vida Consagrada, e referiu-se à celebração do bicentenário da morte de D. Francisco Gomes do Avelar. “Conhecendo melhor D. Francisco Gomes do Avelar, inspirados no seu testemunho e ação, podemos abrir-nos mais à novidade e ao dinamismo do Espírito e sermos esta Igreja em movimento, saída de si mesma, de missão centrada em Jesus Cristo, de entrega aos pobres”, considerou.

Foto © Samuel Mendonça
Foto © Samuel Mendonça

O vigário episcopal para a pastoral da Diocese do Algarve, cónego José Pedro Martins, explicou haver aspetos do programa do ano passado que foram “marcantes” e que “não devem ser esquecidos”. A Escola Vicarial de Leigos, o “cuidado pela formação litúrgica”, particularmente na preparação para os sacramentos da iniciação cristã, a “oração em família”, o “empenhamento ministerial em geral e na sensibilização ao sacerdócio e à vida consagrada em particular”, o “recurso a iniciativas promotoras de aprofundada vivência espiritual como caminho para a santidade”, a “exigência da formação cristã a todos os níveis, com especial incidência na catequese de adultos e na pastoral de sequência”, foram os aspetos enumerados.

Foto © Samuel Mendonça
Foto © Samuel Mendonça

A Assembleia Diocesana, que incluiu uma apresentação orante sobre o plano pastoral, da autoria do padre Carlos de Aquilo, concluiu-se com uma oração inspirada no Ano da Vida Consagrada.

Foto © Samuel Mendonça
Foto © Samuel Mendonça

 

Verifique também

Bispo do Algarve desafiou cristãos a crescerem na “consciência social de atenção” aos pobres

No último domingo, em que a Igreja assinalou o III Dia Mundial dos Pobres, o …