Pub

O bispo do Algarve pediu ontem aos paroquianos das paróquias algarvias que ajudem os seus párocos a preparar a reabertura das igrejas para as celebrações da eucaristia com participação presencial de fiéis.

“Precisais também de os ajudar a eles a programar bem o modo como devemos organizar-nos para podermos reabrir as igrejas com segurança. Os vossos párocos vão precisar da vossa colaboração, participação, adesão naquilo que vos for recomendado e que vem da Conferência Episcopal, no sentido de todos continuarmos empenhados nesta luta que é comum e que é de todos os dias”, pediu D. Manuel Quintas na eucaristia dominical a que presidiu a partir do oratório do Paço Episcopal de Faro.

O bispo diocesano lembrou que foram já comunicadas pela Conferência Episcopal Portuguesa as observações a ter em conta para a reabertura pública das igrejas com a celebração a partir do último fim de semana de maio, em que a Igreja celebra a solenidade de Pentecostes. “É uma festa em que habitualmente celebramos o dia da nossa Igreja Diocesana”, realçou.

“Queremos começar bem e começar bem significa não facilitar em tudo aquilo que nos é recomendado. Vamos ser exigentes uns com os outros, pacientes e responsáveis, ou seja, vamos colaborar uns com os outros, com as exigências que nos são feitas, porque sabemos que disso depende a saúde de todos e também o nosso contributo também do ponto de vista pedagógico para continuar a conter o contágio deste vírus”, acrescentou.

Pub